COMIDA
10/05/2018 15:35 -03 | Atualizado 10/05/2018 15:46 -03

Usar o celular ou ler enquanto come aumenta o consumo de calorias em até 20%, mostra pesquisa da UFLA

Estudo da Universidade Federal de Lavras alertou que ter o hábito de fazer refeições com distrações pode levar à obesidade.

Getty Images

O costume de ficar no celular enquanto come pode estar contribuindo para seus quilos extras. Uma pesquisa da Universidade Federal de Lavras (UFLA), em Minas Gerais, revelou que quem faz refeições usando o celular ou lendo um livro consome cerca de 20% de calorias a mais.

Em comparação à refeição sem distrações, se entreter com o smartphone enquanto come pode aumentar o consumo de calorias em até 15%, o equivalente a 79 calorias. Já ler um livro ou um texto pode fazer você consumir até 20% de calorias a mais, ou 101 calorias.

Para se ter ideia, as 101 calorias "extras" são equivalentes a um filé de frango grelhado médio.

"No momento que você tem um fator distrator, você não presta atenção na quantidade de alimento que você está ingerindo", disse ao G1 o coordenador do estudo, o professor Luciano José Pereira, do Departamento de Ciências da Saúde da Universidade. "E o nosso centro da saciedade leva em consideração não só o aspecto fisiológico daquilo que foi ingerido, mas também o efeito da própria memória."

Para chegar ao resultado, pesquisadores analisaram 64 voluntários com idades entre 18 e 40 anos. Em quatro sessões, foram avaliados o IMC (Índice de Massa Corporal), o tempo de mastigação e as preferências de alimentos dos participantes.

Em momentos aleatórios, os voluntários se alimentaram sem nenhuma distração, e em outras, eles puderam ler um texto ou checar o celular.

"Pode parecer pouco o aumento de 15% ou 20%, mas, se considerar que esse padrão é repetido várias vezes ao dia e no mês, o ganho de peso é significativo e pode levar à obesidade", alerta pesquisador.

A partir do momento que uma pessoa não presta atenção naquilo que está ingerindo, acrescenta Luciano, ela corre o risco de se alimentar em excesso.