COMIDA
02/05/2018 10:26 -03 | Atualizado 02/05/2018 10:26 -03

Horta doméstica: Como cultivar os próprios temperos em casa

Nem precisa de uma grande área para começar!

Além de os condimentos serem 100% naturais, sem agrotóxicos ou pesticidas, o sabor e o aroma dos temperos se sobressaem ainda mais.
Westend61 via Getty Images
Além de os condimentos serem 100% naturais, sem agrotóxicos ou pesticidas, o sabor e o aroma dos temperos se sobressaem ainda mais.

Os temperos fazem parte do nosso dia a dia, mas a maioria deles ainda é industrializada ou processada. O que muitos não sabem é que é possível cultivar temperos, seguindo um passo a passo simples e prático feito pela JNakao.

As vantagens de ter uma horta doméstica são incontáveis. Além de os condimentos serem 100% naturais, sem agrotóxicos ou pesticidas, o sabor e o aroma dos temperos se sobressaem ainda mais, deixando a comida mais saborosa. De quebra, você economiza uma grana mantendo seus próprios temperos em casa.

Veja abaixo como fazer a sua própria horta em casa:

1. Escolha o lugar

Getty Images/iStockphoto

Até mesmo espaços pequenos podem receber as plantas. Primeiramente, encontre um espaço livre em casa, como um jardim ou varanda, e prepare a terra. Se o espaço for pequeno, a horta pode ser feita em vasos, caixas de madeira, floreiras ou jardins verticais. Mais importante que o tamanho do espaço é o que o local seja bem iluminado e receba luz direta do sol, fundamental para o crescimento das plantinhas.

Não esqueça que os vasos ou recipientes precisam ter furinhos na parte de baixo, para que ele não acumule água.

2. Prepare a terra

Getty Images

Reservado o melhor espaço para sua nova horta, tente deixar a terra bem fofinha para as mudas receberem água e nutrientes que precisem. Nos recipientes novos, deixe ao menos 30 cm de terra, suficiente para cultivar a maioria das espécies que vão gerar bons temperos frescos. Além disso, adube a terra para as plantas terem mais nutrientes.

Para o adubo, você pode ir a uma loja de jardinagem especializada ou experimentar adubos caseiros, como borras de café, restos de peixes e crustáceos, cascas de ovo e compostagem.

3. Escolha seus temperos

Claudia Totir via Getty Images

Com o espaço pronto e a terra adubada, chegou o momento de escolher os temperos que quer ter em casa. São várias as espécies que você pode encontrar em saquinhos de sementes, como orégano, tomilho, manjericão, salsa e cebolinha. Se for plantar hortelã, plante em um vaso a parte, pois ela precisa de mais espaço para crescer.

A partir dai, basta seguir as instruções que vieram junto com a semente. Mas, geralmente, elas não fogem do básico: plante-a em solo adubado, rege e aguarde até que ela crescer.

Algumas plantas são mais fáceis de cultivar do que outras. O alecrim, por exemplo, pode ficar até 3 dias sem ser regado. Ele pode ser colhido cerca de 90 dias após o plantio.

O tomilho também é uma planta prática e extremamente adaptável, podem ser cultivada em locais com temperaturas entre 4°C e 28°C. Ele deve ser regado a cada dois dias e colhido após cerca de 60 a 90 dias.

Veja abaixo quanto tempo leva, em média, para os temperos serem colhidos:

Manjericão: de 60 a 90 dias após o plantio.

Alecrim: cerca de 90 dias.

Salsa: entre 60 e 90 dias.

Tomilho: de 60 a 90 dias.

Orégano: após a planta atingir cerca de 20 centímetros.

Pimenta: de 80 a 150 dias.

Cebolinha: aproximadamente 30 dias.