ENTRETENIMENTO
17/04/2018 10:54 -03 | Atualizado 17/04/2018 13:30 -03

Adeus, Dona Ivone Lara: 9 letras para celebrar o legado da Grande Dama do Samba

♫ Sonho meu, sonho meu... ♫

Dona Ivone Lara, a Grande Dama do Samba, morreu nesta segunda-feira (16), aos 97 anos, em decorrência de um quadro de insuficiência cardiorrespiratória. Ela estava internada em um hospital na zona sul do Rio desde a última sexta.

Nascida em 13 de abril de 1921, em Botafogo, no Rio, Ivone Lara perdeu os pais, Emerentina e José, ainda criança.

O primeiro contato com a música foi por meio deles, dois amantes da música popular brasileira que mantinham carreiras paralelas no mundo das artes – ele como violinista e ela como cantora e compositora em blocos tradicionais.

No lar dos tios, onde foi criada, aprendeu a tocar cavaquinho e se apaixonou pelo samba.

Com formação em enfermagem, Ivone Lara trabalhou junto com a psiquiatra Nise da Silveira, tornado-se precursora no uso da música para o tratamento de transtornos menais. Ela atuou também como assistente social e aposentou-se em 1977, dedicando-se totalmente à música a partir de então.

Referência de pioneirismo no cenário historicamente masculino do samba, a artista carioca foi ela a primeira mulher a assinar um samba-enredo de uma agremiação: Cinco Bailes da História do Rio (Ivone Lara, Silas de Oliveira e Bacalhau, 1965).

Ivone Lara foi casada com Oscar Costa, presidente da escola de samba Prazer da Serrinha. O casal teve dois filhos, Alfredo e Odir.

Délcio Carvalho (1939-2015) foi um grande parceiro da sambista no início de sua carreira. Com ele, a compositora lançou sucessos como Alvorecer, gravado originalmente por Clara Nunes; Acreditar, sucesso na voz de Roberto Ribeiro; e Sonho Meu, seu trabalhado mais festejado – que foi eternizado no dueto de Maria Bethânia e Gal Costa.

Os discos solo foram lançados a partir de 1978. Em paralelo, as composições da sambista foram gravadas pelos maiores intérpretes do Brasil. Além dos já citados, figuram nessa lista nomes como Caetano veloso, Gilberto Gil, Paulinho da Viola, Beth Carvalho, Roberta Sá, entre outros.

O prestígio no meio musical elevou Ivone Lara ao posto de Dona Ivone Lara.

A seguir, HuffPost Brasil recupera 15 vídeos de canções que expressam o legado de sensibilidade e soberania da Grande Dama do Samba.

Os registros compartilhados no YouTube compõem o projeto em CD e DVD Sambabook – Dona Ivone Lara, lançado em 2015, que traz composições da artista interpretadas por estrelas da música brasileira.

1. Sonho Meu

"Sonho meu, sonho meu

Vai buscar que mora longe

Sonho meu

Vai mostrar esta saudade

Sonho meu"

2. Minha Verdade

"Eu tenho a minha verdade

Fruto de tanta maldade que já conheci

Me deixa caminhar a minha vida

Livremente

O que desejo é pouco

Pois não duro eternamente

Nada poderá me afastar do que eu sou

Amor, é o meu ambiente

Nada poderá me afastar do que eu sou

Me deixa, por favor"

3. Agradeço a Deus

"Hoje sou feliz, me reencontrei

Vivo com alegria

Pois da nostalgia já me separei"

4. Tiê

"Tiê , tiê , olha lá....Oxá

Tiê , tiê , olha lá....Oxá

Passarinho estimado

Que me deu inspiração

Dos meus tempos de criança

Guardei na lembrança esta recordação"

5. Ter Compaixão

"Ter compaixão

Nem sempre é bom

Às vezes não compensa

Dei coração

Ingratidão tive por recompensa

Pobre infeliz

Viu por um triz seu fim

Te dei a mão

E hoje vives

A zombar de mim

Hão de pensar

Que nessa vida

Todos são perfeitos

Redondo engano

Perdoar sempre foi meu defeito

O mundo inteiro vai dizer

Sem ter razão que esse ser

Enlouqueceu só por amar quem devia esquecer

Daí, então, responderei

Enlouqueceu quem não amou

Seria bom se todos fossem"

6. Andei Para Curimá

"Tijuseré reza forte

Me ensina uma oração

Pra no juízo final

Eu conseguir a salvação"

7. A Sereia Guiomar

"Mas quando o mistério do mar, causa grande emoção

Encantamento e beleza que toca o meu coração

História de pescador gela meu sangue nas veias

Quando ele conta a lenda da bela sereia"

8. Alguém Me Avisou

"Eu vim de lá, eu vim de lá pequenininho

Mas eu vim de lá pequenininho

Alguém me avisou

Pra pisar nesse chão devagarinho

Alguém me avisou

Pra pisar nesse chão devagarinho"

9. Axé De Iangá (Pai Maior)

"Vovô veio de Angola

Com seu mano Tio José

Trouxe cravos, trouxe rosas

Pra salvar filhos de fé

E rezou a ladainha

Pra Jesus de Nazaré

langa, Ianga que tipoi Ianga

Didianga me"

Photo gallery
Conheça algumas mulheres negras pioneiras do samba
See Gallery