08/04/2018 00:00 -03 | Atualizado 09/04/2018 10:57 -03

Thais Bilhalba: Uma verdadeira mulher de pequenos grandes negócios

"Planejamento é bem simples: tens que saber aonde queres chegar. Aí, é só fazer o passo a passo até chegar onde estás hoje", disse, em entrevista ao HuffPost Brasil.

Caroline Bicocchi/Especial para o HuffPost Brasil
Thais Bilhalba é a 31ª entrevistada do projeto "Todo Dia Delas", que celebra 365 Mulheres no HuffPost Brasil.

Thais Sainara Peretto Picaz Bilhalba, aos 35 anos,é uma mulher de negócios. Pequenos negócios, por enquanto, mas a postura é de uma verdadeira executiva. À frente da DiRaça Pet, microempresa que faturou 268 mil reais em 2017, ela faz grandes planos entre pacotes de ração para cachorros e gatos: neste ano, vai mudar de faixa de faturamento, atingindo os 360 mil reais anuais, e se tornar uma pequena empresa, de fato; no ano que vem, pretende adquirir um pavilhão cinco vezes maior do que o espaço que ocupa hoje; e, daqui a 14 anos (quando tiver 50), projeta chegar a 1,5 milhão de reais e se aposentar - ou, como diz, "trabalhar por esporte".

Thais sempre soube que queria empreender. "Com 12 anos, eu fazia pastel para vender no colégio. Olhava o que o bar da escola não vendia e ia fazer para vender". No ensino médio, cursou técnico em administração em uma escola estadual de Cachoeirinha, cidade na região metropolitana de Porto Alegre onde mora e trabalha até hoje. Aos 25 anos, foi trabalhar em recursos humanos em uma empresa local. "Não gostei. Logo fico impaciente em um escritório, quero saber o que está acontecendo lá fora", contou, em entrevista ao HuffPost Brasil.

Comecei a observar, anotar os produtos que faltavam, como funcionava a entrega, por exemplo. Fiz um plano de negócios, que te mostra o que precisas saber antes de investir.

Caroline Bicocchi/Especial para o HuffPost Brasil
A empresa de entrega de ração para cães e gatos de Thais, a DiRaça Pet, faturou 268 mil reais em 2017.

No período em que foi funcionária, juntou dinheiro e fez pesquisas para montar o próprio negócio. "É para isso que eu sirvo, é isso que sei fazer". A escolha do segmento foi natural para a então dona de sete cachorros (hoje, são "só" quatro). "Como eu ia muito a pet shops, comecei a observar, anotar os produtos que faltavam, como funcionava a entrega, por exemplo. Fiz um plano de negócios, que te mostra o que precisas saber antes de investir", ensina.

E por falar em aprender, Thais bate ponto no Sebrae. Lá, buscou orientação no início do negócio, fez cursos e hoje participa de um projeto para empresas de e-commerce, como a dela - que começou como distribuidora de produtos para o varejo, e hoje vende para pessoas físicas pela internet. As entregas mais distantes são feitas por correio, mas na região metropolitana, quem levava os produtos era ela mesma, pilotando sua moto. E ainda aproveitava para "panfletar" nos bairros que passava. Uma semana antes de receber a reportagem do HuffPost em sua sede, no começo de abril, Thais havia contratado o primeiro funcionário da DiRaça: um entregador - e só por isso, se deu ao luxo de usar um scarpin de salto alto.

Nem sempre fui assim, fazia muita coisa por impulso. Mas aí comecei a parar para analisar por que algumas coisas não davam certo. Comecei a planejar melhor.

Caroline Bicocchi/Especial para o HuffPost Brasil

Thais não tem e nem acha que necessita de um curso superior. "Todo mundo precisa de conhecimento, mas é uma questão de oportunidade. Isso vai me ajudar a chegar no um milhão e meio?". Tudo é uma questão de planejamento para a empresária, e o atual não inclui uma faculdade. Adepta do método de organização bullet journal, ela não sai de casa sem a agendinha com capa de couro e páginas coloridas. Ali, anota tudo o que precisa fazer, as ideias que surgem mesmo em momentos inoportunos, e as metas que quer atingir - seja até o final do dia ou do ano. "Planejamento é bem simples: tens que saber aonde queres chegar. Aí, é só fazer o passo a passo até chegar onde estás hoje."

Eu sempre fui muito impulsiva. Hoje, só corro riscos calculados.

Caroline Bicocchi/Especial para o HuffPost Brasil
Thais não tem curso superior, mas não foi isso que impediu ela de seguir uma carreira como empresária.

A vida de Thais é traçada de trás para a frente. Se o próximo objetivo é vencer o MPE Brasil 2019, um Prêmio de Competitividade para Micro e Pequenas Empresas realizado pelo Sebrae, então a lista da empresária é mais ou menos assim, incluindo tudo o que precisa acontecer até chegar lá:

- DATA 5: entrega do prêmio/viagem para Brasília

- DATA 4: determinar quem me cobre na empresa

- DATA 3: auditoria na empresa

- DATA 2: fazer inscrição no prêmio

- DATA 1: reunir documentos para inscrição

Foi assim que ela levou a prata entre mais de 11 mil inscritas no prêmio nacional Mulher de Negócios, também do Sebrae, em 2015 (na época ainda era uma microempresa individual). Tudo é feito com base nas metas traçadas. "Se alguém me faz uma proposta de negócio, eu primeiro penso na minha meta daqui a cinco anos: isso me leva até lá?". É por isso, por exemplo, que a empreendedora comprou a sala comercial que ocupa há 10 anos, seis anos antes de abrir o próprio negócio. "Eu sempre fui muito impulsiva. Hoje, só corro riscos calculados".

Se alguém me faz uma proposta de negócio, eu primeiro penso na minha meta daqui a cinco anos: isso me leva até lá?

Caroline Bicocchi/Especial para o HuffPost Brasil
Ela ganhou o segundo lugar entre mais de 11 mil inscritas no prêmio nacional Mulher de Negócios, do Sebrae, em 2015.

Há dois anos, tem a companhia do marido, que presta serviços de forma terceirizada à DiRaça, nas jornadas de seis dias por semana de trabalho. O futuro a ninguém pertence, mas o de Thais já está pelo menos traçado. "Meu plano é, com 50 anos, escrever um livro, virar palestrante. Fui ao banco e sentei com o gerente, e ele me ajudou a calcular que, para viver de forma confortável, preciso de 1,5 milhão daqui a 14 anos". Para chegar lá, Thais sabe que precisa investir no negócio e fazer a empresa crescer. Disposição não falta.

Ficha Técnica #TodoDiaDelas

Texto: Isabel Marchezan

Imagem:Caroline Bicocchi

Edição: Andréa Martinelli

Figurino: C&A

Realização:RYOT Studio Brasil

O HuffPost Brasil lançou o projeto Todo Dia Delas para celebrar 365 mulheres durante o ano todo. Se você quiser compartilhar sua história com a gente, envie um e-mail para editor@huffpostbrasil.com com assunto "Todo Dia Delas" ou fale por inbox na nossa página no Facebook.