COMPORTAMENTO
28/03/2018 23:47 -03 | Atualizado 28/03/2018 23:47 -03

Câncer de próstata: Sintomas, diagnóstico e tratamento

Como prevenir, reconhecer e tratar tumor na próstata.

Câncer de próstata mata um britânico a cada 45 minutos.
kupicoo via Getty
Câncer de próstata mata um britânico a cada 45 minutos.

O ex-apresentador do programa BBC Breakfast Bill Turnbull revelou que sofre de câncer de próstata incurável. Turnbull, 62, foi diagnosticado com a doença – que atingiu seus ossos – alguns meses atrás. Ele decidiu falar sobre o tema numa tentativa de incentivar outros homens a fazer exames.

O câncer de próstata recentemente passou o de mama como a terceira doença mais letal entre os britânicos. A organização Prostate Cancer UK afirma que 11.819 homens morrem de câncer de próstata anualmente – o equivalente a um homem a cada 45 minutos. As mortes causadas pela doença estão relacionadas a uma população que está envelhecendo.

O que é a próstata?

A próstata é uma pequena glândula na pélvis, encontrada apenas nos homens. Ela tem o tamanho semelhante ao de uma noz, fica entre o pênis e a bexiga e produz um fluido espesso e branco que é misturado com o esperma e secretado na ejaculação.

Sintomas do câncer de próstata

Os sintomas são invisíveis, no geral. Na realidade, eles não aparecem até que o câncer tenha crescido a ponto de pressionar a uretra.

Quando isso acontece, os homens podem apresentar os seguintes sintomas: necessidade mais frequente de urinar, em geral à noite; necessidade de correr para o banheiro; dificuldade ou demora para urinar; urinar com pouca força ou sentir que a bexiga não esvaziou completamente.

Segundo a Prostate Cancer UK, se o câncer se espalhar, os homens podem sentir dores nas costas e nos ossos, perda de apetite, dor nos testículos e perda de peso.

Diagnóstico

Se você apresenta algum dos sintomas descritos acima ou se alguém da sua família teve câncer de próstata, procure seu médico. Ele vai pedir uma amostra de urina para verificar se há infecção e outra de sangue para buscar antígenos específicos da próstata (PSA), além de examinar o órgão.

Os PSA são proteínas produzidas pela glândula. O câncer de próstata aumenta a produção de PSA, e o teste pode detectar a doença em seus primeiros estágios.

O exame envolve o médico ou uma enfermeira inserindo o dedo no reto, em busca de anormalidades. Embora a perspectiva seja intimidante, o exame não é doloroso e dura alguns segundos.

Tratamento

O tratamento do câncer da próstata vai depender da agressividade da doença e se ela se espalhou. O NHS, serviço britânico de saúde pública, lista os quatro estágios do câncer de próstata da seguinte maneira:

Estágio 1 – o câncer é pequeno e está restrito à glândula.

Estágio 2 – o câncer está na próstata, mas tem tamanho maior.

Estágio 3 – o câncer se espalhou e pode ter atingido os dutos que transportam o sêmen.

Estágio 4 – o câncer se espalhou para os nódulos linfáticos ou outra parte do corpo, incluindo bexiga, reto ou ossos.

Se o câncer é considerado de "baixo risco" (ou seja, não está aumentando nem se espalhando), os homens são colocados em observação e testados regularmente para monitoramento da doença.

Se o câncer está confinado à próstata, os homens podem optar por uma prostectomia, o que significa a extração do órgão. É importante notar que, depois dessa cirurgia, os homens podem sofrer de disfunção erétil ou problemas de bexiga.

A radioterapia é outra opção quando a doença está restrita à próstata ou se espalhou. Ela envolve o uso de radiação para mantar as células cancerosas. Em pessoas com câncer terminal, o tratamento pode diminuir o avanço do câncer. Efeitos colaterais possíveis incluem diarreia, perda de pelos púbicos, cansaço e cistite. Efeitos mais permanentes podem incluir disfunção erétil ou problemas de bexiga.

*Este texto foi originalmente publicado no HuffPost UK e traduzido do inglês.

Photo gallery
Gabrielly Oliveira: Ensaio fotográfico contra o câncer
See Gallery