COMPORTAMENTO
20/03/2018 19:15 -03 | Atualizado 20/03/2018 19:15 -03

Dercy Gonçalves tem uma valiosa lição sobre a importância de cuidar da saúde mental

Em entrevista ao Jô Soares nos anos 90, a atriz nos ensina a tratar nossas emoções e espantar pensamentos ruins.

Divulgação
Irreverente, desmedida, desbocada e engraçadíssima, Dercy esbanjava disposição e alto astral.

Dercy Gonçalves era uma figura excêntrica na televisão brasileira: falava alto demais, palavrões demais, sem papas na língua. Irreverente, desmedida, desbocada e engraçadíssima. Tudo isso com a idade de nossas avós e bisavós. Dercy esbanjava disposição e alto astral.

Mas se engana quem pensa que da boca da eterna vedete saíam apenas palavrões e coisas para fazer rir. Com seu jeito descontraído, Dercy tocava em assuntos importantes e falava de certos tabus de forma natural.

Nos anos 90, durante sua segunda entrevista concedida ao programa Jô Soares Onze e Meia, no SBT, em meio a anedotas e piadas, a atriz no dá uma valiosa lição sobre a importância de cuidar da saúde mental.

Quando Jô indaga Dercy sobre seus 9 anos de análise, ela desmarcara o preconceito e exalta os benefícios do cuidar de si. "Essa gente que é maluca que não sabe o que que é fazer uma análise. Em uma análise até a sua inteligência se desenvolve, depois você começa a descobrir coisas e fica até uma filósofa. Você aprende a psicologia, a sua inteligência desabrocha e você vai descobrindo coisas do passado e o porquê daquela sensação."

Depois, nos ensina a como devemos lidar quando pensamentos negativos e angustiantes tentam nos dominar:

"É uma emoção terrível o complexo do abandono, a rejeição, a solidão, e você aprende a se desligar delas. Eu hoje não tenho nada disso. Eu já tive isso e quando ela vem - e ela vem -, ah eu digo tá bem. Eu entro nela, deixo ela ficar um cadinho e mando ela tomar no rabo. Começo a gritar dentro de casa para acordar porque estou me deixando ir. É uma espécie de espírito que te tira da sua verdade e da sua bondade."

Logo após esse sincero relato do enfrentamento de nossos medos e angústias interiores, ela é certeira: "Tudo é cérebro, que é muito importante e ninguém cuida. Cuida do dedo do pé, cuida do cabelo, mas por dentro tá uma merda [sic]". Fica a dica desta mulher que enfrentou muita coisa na vida e chegou aos 101 anos divertindo e divertindo-se.

Assista à íntegra do vídeo abaixo. O trecho sobre saúde mental começa no minuto 11:24.

Conselhos para cuidar de sua saúde mental