MULHERES
06/03/2018 17:03 -03 | Atualizado 06/03/2018 17:04 -03

Emma Watson apareceu com um gigantesco 'Times Up' tatuado no braço após o Oscar 2018

A jovem de 27 anos exibiu a tatuagem temporária em festa após a premiação do último domingo (4).

Enquanto algumas celebridades usaram broches preto e branco em suporte ao movimento feminista Time's Up no Oscar 2018, a atriz Emma Watson mostrou seus sentimentos — no braço —.

Na festa da Vanity Fair após a premiação, a jovem de 27 anos exibiu uma tatuagem bem grande que dizia "Times Up" com letras cursivas pretas em seu antebraço direito. Veja:

Danny Moloshok/Reuters
Emma Watson sports a temporary tattoo along with a Ralph Lauren gown at the Vanity Fair Oscar party on Sunday.

Muitos ressaltaram que na frase, embora poderosa, estava faltando um apóstrofe indicando a contração: "Time's Up." No entanto, a hashtag que se refere ao movimento, está escrita sem apóstrofe.

Danny Moloshok/Reuters
Watson's temporary tattoo sparked discussion about its lack of an apostrophe.

A iniciativa Time's Up foi criada no começo do ano por mulheres que trabalham na indústria do entretenimento. Seu objetivo é o combate contra o assédio sexual e a desigualdade no local de trabalho em Hollywood — e em qualquer outro local — este também inclui um fundo de defesa legal.

Watson é uma grande defensora do movimento desde o início.

"O tempo está se esgotando no abuso de poder," escreveu a atriz em uma mensagem em seu Instagram após a iniciativa ser anunciada.

"Estou totalmente solidária às mulheres de todos os ramos de trabalho para dizer #Timesup no abuso, assédio e agressão. #Timesup na opressão e marginalização. #Timesup na deturpação e sub-representação."

Watson recentemente fez uma doação no valor de US$1.4 milhões para o Justice and Equality Found no Reino Unido e assinou uma carta aberta junto com as mulheres britânicas da industria do entretenimento visando tornar o Time's Up um movimento mundial.

"Não há dúvidas de que o #Timesup deveria ser e será um movimento mundial. Um movimento definido e conduzido por aqueles afetados pelo problema, não por aqueles que estão no poder," Watson escreveu no Instagram em fevereiro.

*Este texto foi originalmente publicado no HuffPost US e traduzido do inglês.