ENTRETENIMENTO
03/03/2018 16:43 -03 | Atualizado 03/03/2018 16:44 -03

9 artistas latino-americanos incríveis que já venceram o Oscar

Aqui estão alguns de nossos representantes que já nos encheram de orgulho na premiação.

Artistas latino-americanos que já ganharam o Oscar.
Getty Images
Artistas latino-americanos que já ganharam o Oscar.

No Oscar deste ano, o mexicano Guillermo del Toro concorre pela primeira vez aos prêmios de melhor filme e diretor por A Forma da Água. Pela segunda vez, ele disputa a estatueta de roteiro original — a primeira vez foi por O Labirinto do Fauno, onze anos atrás.

O brasileiro Carlos Saldanha, por sua vez, concorre pela primeira vez na categoria de animação por O Touro Ferdinando. Catorze anos atrás, ele era indicado pelo curta animado Aventura Perdida de Scrat.

Artistas latino-americanos de diversas frentes do cinema — atores, diretores, diretores de fotografia — somam dezenas de indicações nos 90 anos de Oscar. Abaixo, alguns dos que já venceram.

1. Lupita Nyong'o, melhor atriz coadjuvante por 12 Anos de Escravidão

Em 2014, Nyong'o tornou-se tanto a primeira queniana quanto a primeira mexicana a vencer a estatueta. Naquela época, ela entregou uma das atuações mais comoventes do ano como Patsey, uma carismática escrava em 12 Anos de Escravidão.

2. Rita Moreno, melhor atriz coadjuvante por Amor, Sublime Amor

A porto-riquenha, em 1962, deu um dos discursos mais breves e engraçados da história da premiação. "Eu não acredito!", disse com os olhos arregalados. "Bom Deus! Vou deixar vocês com isso." E se retirou do palco.

3. Alfonso Cuarón, melhor diretor por Gravidade

Pela ficção científica Gravidade, Cuarón levou a cobiçada estatueta de direção. O filme foi todo produzido com uma equipe majoritariamente mexicana.

4. José Ferrer, melhor ator por Cyrano de Bergerac

Ferrer, porto-riquenho, tornou-se em 1950 o primeiro latino-americano a ganhar o prêmio. Dois anos antes, ele havia se tornado o primeiro a ser reconhecido na categoria de ator coadjuvante.

5. Anthony Quinn, melhor ator coadjuvante por Viva Zapata!

Vencedor do prêmio tanto por Viva Zapata! quanto por por Sede de Viver, Quinn é um dos mais respeitados atores do México e viveu a chamada "Era de Ouro" de Hollywood (em que filmes clássicos foram produzidos entre as décadas de 1920 e 1960).

6. Alejandro G. Iñárritu, melhor diretor por Birdman

No ano em que venceu por Birdman ou (A Inesperada Virtude da Ignorância), Iñárritu também concorria nas categorias de filme e roteiro original. Quase dez anos antes, ele foi indicado a filme e diretor por Babel.

7. Benicio del Toro, melhor ator coadjuvante por Traffic

Em 2001, Benicio del Toro (sem parentesco com Guillermo del Toro) foi o primeiro ator a vencer um Oscar por um papel em que a língua espanhola é a única falada.

8. Emmanuel Lubezki, melhor diretor de fotografia por O Regresso

O aclamado diretor de fotografia venceu o Oscar três vezes — além de O Regresso, ele faturou o prêmio por Birdman e Gravidade.

9. Juan José Campanella, melhor filme estrangeiro por O Segredo dos Seus Olhos

​​​​​​​

Um dos principais cineastas argentinos contemporâneos, Campanella venceu na categoria de filme estrangeiro por O Segredo de Seus Olhos depois de ter sido indicado por O Filho da Noiva. Ele também já dirigiu episódios de séries como Dr. House (Fox) e Law & Order (NBC).

Photo gallery
A première de 'Pantera Negra' nos EUA
See Gallery