COMPORTAMENTO
01/02/2018 18:37 -02 | Atualizado 04/02/2018 08:35 -02

'Blogueirinha de Merda': 9 vídeos para você entender o sucesso da melhor influencer

Oi, meninas, tutupom?!

Divulgação/Facebook
Conheça o perfil Blogueirinha de Merda.

Oi meninas e meninos tutupom?

A expressão que se tornou viral tem nome e sobrenome: Blogueirinha de Merda, ou melhor, Bruno Matos.

O que começou com um passatempo na internet, em 2015, hoje é um sucesso no Instagram: são mais de 280 mil seguidores na rede social de imagens, mais de 300 mil no Facebook e outros mais de 150 mil inscritos no Youtube. O motivo? Não economizar na ironia.

O perfil de humor faz uma paródia das tradicionais contas de influencers.

Tutoriais ensinando dicas espertas de maquiagem, perguntas e respostas com conselhos sobre a vida, como o da tag #PeloMenos, além de vídeos compartilhando roteiros de viagem e novidades que "você não acha no Brasil" são só alguns dos conteúdos produzidos pela Blogueirinha que tem conquistado a audiência e até alguns fãs mais jovens:

Listamos 9 vídeos simplesmente maravilhosos da Blogueirinha:

Look bem vegano

Passo a passo desse tutorial VEGANO tutupom

A post shared by Blogueirinha de merda (@blogueirinhademerda) on

Rotina pela manhã

Quem nunca...

Eu hoje, eu amanhã, eu sempre e tutu pom

A post shared by Blogueirinha de merda (@blogueirinhademerda) on

Tutorial 10/10

Puro luxo!

Alô, uber

BFF

Apelidos carinhosos para sua best

A post shared by Blogueirinha de merda (@blogueirinhademerda) on

Que hino:

Pelo menos...

Inspiração tóxica

Uma pesquisa desenvolvida pelo Google em parceria com o Instituto Provoker em 2017 demonstrou que o sucesso dos youtubers está, justamente, nas características pessoais e no sentimento de identificação com o público.

Enquanto as celebridades convencionais eram consideradas cada vez mais distantes da realidade, os youtubers e influencers digitais ganharam espaço na internet ao compartilhar vídeos cotidianos sem muita produção.

Para eles, o que se destaca é a autenticidade e os vários "K's" de seguidores. Já para o público, principalmente para quem nasceu entre os anos 2000, o que se desenrolou foi uma verdadeira reinvenção de seus ídolos.

O negócio dos influencers se tornou milionário e atualmente movimenta diversas agências, marcas e produtores por trás de cada perfil. No entanto, as redes sociais vêm cobrar o seu preço.

À medida que determinados influencers vendem um estilo de vida perfeito e acessível, o sentimento inspiracional pode ser tornar cada vez mais tóxico, uma vez que, para uma pessoa comum, conquistar o corpo padrão ou a viagem dos sonhos não é tão simples quanto parece no Instagram ou Youtube.

E é por isso que a Bloguerinha de Merda faz tanto sucesso. Ao tirar "sarro" de forma escrachada das "conquistas" dos influenciadores, ela também vende uma mensagem que vem ganhando cada vez mais adeptos: de foto ninguém é real.

10 contas no Instagram que todo amante de livros vai adorar