ENTRETENIMENTO
01/02/2018 14:57 -02 | Atualizado 01/02/2018 16:00 -02

Beto Carrero, o caubói do interior paulista que conquistou o Brasil

Trajetória de João Batista Sérgio Murad foi da infância pobre à criação de um império do entretenimento no Brasil.

Morte de Beto Carrero completa 10 anos nesta quinta (1º).
Divulgação
Morte de Beto Carrero completa 10 anos nesta quinta (1º).

No dia 1º de fevereiro de 2008, o Brasil acordou com a triste notícia de que um super-herói genuinamente tupiniquim havia morrido.

Há dez anos, o Brasil se despedia de Beto Carrero.

O personagem era uma criação de João Batista Sérgio Murad, paulista de São José do Rio Preto que desde pequeno admirava o personagem Zorro e nutria o sonho de ser artista.

Criado em ambiente rural, Murad foi músico sertanejo, apresentador de rádio e vendedor de anúncios antes de cursar publicidade e montar a própria agência.

Na década de 1970, ele começou a desenhar a figura de Beto Carrero.

O sobrenome artístico foi uma homenagem ao pai, Alexandre Murad, que era empregado da fazenda em que moravam e dono de um carro de boi para transporte de pessoas e cargas na cidade. A segunda atividade havia lhe rendido o apelido de Alexandre Carrero.

A paixão de Murad por faroestes estrelados por astros como Roy Rogers e John Wayne ajudou na composição do personagem - uma mistura de caubói de filme italiano, vaqueiro do interior paulista e o célebre Zorro.

Montado em seu cavalo branco, Faísca, e com um indefectível chicote nas mão, o herói era um defensor dos animais. O chicote, aliás, também entrou para o imaginário popular dos brasileiros por conta da famosa vinheta do personagem para TV.

Numa entrevista ao programa Fatos em Foco, da RIT (Rede Internacional de Televisão), o artista e empresário revelou que a vinheta foi também inspirada pelas trilhas de faroestes que tanto amava.

A fama como publicitário e o sucesso dos shows como o Zorro brasileiro possibilitou que Beto Carrero desse o segundo e mais bem-sucedido passo de sua carreira: a criação de um parque de diversões.

Depois de uma visita ao parque da Disney nos Estados Unidos, ele resolveu vender tudo o que tinha a adquirir uma área na cidade Penha, situado no litoral norte de Santa Catarina. Lá montou o que é hoje o maior parque multitemático da América latina.

Numa área de 14 milhões de metros quadrados estão divididas sete áreas temáticas do Beto Carrero World - que oferece mais de 100 atrações, incluindo shows musicais, zoológicos, brinquedos para crianças e adultos, pistas de boliche, kart, lojas e restaurantes.

O parque recebe mais de 2 milhões de visitantes por ano.

Beto Carrero também estrelou filmes ao lado de Renato Aragão e Xuxa e foi figura frequente em inúmeros programas da TV ao longo dos anos 1990.

O garoto sonhador do interior de São Paulo conquistou o Brasil.

Em 1997, a trajetória de Beto Carrero - esse personagem que se confunde com seu criador - foi celebrada pela escola de samba carioca Império Serrano.

Um dos belos trechos do samba-enredo O Mundo dos Sonhos de Beto Carrero diz:

"Sou boiadeiro, eu sou, pelas estradas cavalguei

Equilibrista balancei, mas não caí

Me fiz palhaço sem saber sorrir

Com muito amor no coração

Todas as feras eu domei

Só pra ver a vida mais feliz

P'ra criançada desse meu país"

Photo galleryCastings de famosos See Gallery