ENTRETENIMENTO
06/01/2018 17:41 -02 | Atualizado 06/01/2018 18:28 -02

5 motivos pelos quais vale a pena esperar pela 75ª edição do 'Globo de Ouro'

Premiação acontece neste domingo (7). São esperados protestos, homenagem a Oprah Winfrey e ausência de diretoras.

Meryl Streep e Oprah Winfrey devem aderir ao clima de protesto do 'Globo de Ouro'.
Montagem/Divulgação/Getty
Meryl Streep e Oprah Winfrey devem aderir ao clima de protesto do 'Globo de Ouro'.

As expectativas para a cerimônia do Globo de Ouro 2018, que será realizada na noite deste domingo (7), em Los Angeles, nos EUA, estão acima do comum.

Além de inaugurar o calendário de premiações da industria do cinema e da TV norte-americana, a 75ª edição do evento dará início a um aguardado movimento de protestos e discursos inflamados em respostas às denúncias de agressões sexuais em Hollywood.

No Brasil, a cerimônia será transmitida com exclusividade pelo canal TNT. A seguir, uma lista de 5 coisas que o público pode esperar do evento neste ano.

1. Astros e estrelas de preto.

Steve Granitz via Getty Images
Meryl Streep na 67ª edição do 'Globo de Ouro'

De acordo com a revista People, atrizes como Meryl Streep, Jessica Chastain e Emma Stone devem aparecer no tapete vermelho da cerimônia vestindo preto em sinal de protesto contra as agressões sexuais em Hollywood.

A ação de cunho feminista também deve ganhar a adesão de alguns atores. Segundo a estilista Ilaria Urbinati, que trabalha Dwayne "The Rock" Johnson e Tom Hiddleston, os astros também irão à festa de preto. Além deles, os atores Garret Hedlund e Armie Hamme também devem compactuar com o protesto das mulheres na cerimônia.

A iniciativa dialogo com o movimento #EuTambém, desencadeado após dezenas de denúncias de assédio e abuso sexual contra o ex-produtor de Hollywood Harvey Weinstein. No final do ano passado, outras denúncias do gênero colocaram em xeque a carreira de astros conhecidos do grande público, como Dustin Hoffman e Kevin Spacey.

2. Celebridades "contra" o protesto.

Getty
Em 2017, atriz Rose McGowan revelou ter sido estuprada por Harvey Weinstein.

A campanha articulada por grandes mulheres do showbiz americano não é unânime. Também segundo a revista People, algumas atrizes devem deixar o traje preto de lado e aparecer na cerimônia vestindo roupas coloridas e brilhantes.

"Elas acham que a melhor forma de responder essas denúncias é usando a maior variedade de cores possível, celebrando o poder que as mulheres conquistaram ao expulsar abusadores de Hollywwod", disse uma fonte que preferiu não se identificar.

Rose McGowan, que no ano passado acusou Harvey Weinstein de estuprá-la, é uma das atrizes declaradamente contra o protesto sugerido. A atriz chegou a chamar Meryl Streep de hipócrita, uma vez que Streep tem um longo histórico de trabalhos ao lado do ex-produtor.

3. Protagonismo feminino nos prêmios de TV.

Divulgação
'Big Little Lies' é uma das favoritas ao prêmio de Melhor Minissérie.

Neste ano, as produções de TV favoritas a prêmio têm mulheres como protagonistas. The Crown​​​​​​, primeira série original da Netlix a conquistar o prêmio de Melhor Série de Drama, em 2017, pode repetir a dose agora em 2018.

Claire Foy, protagonista das primeiras duas temporadas da produção sobre a vida da rainha Elizabeth II, disputa o prêmio de Melhor Atriz ao lado de outra grande favorita: Elisabeth Moss, atual vencedora do Emmy por sua atuação em O Conto da Aia. A série inspirada na obra de Margaret Atwood aparece favorito em três categorias.

No quesito minissérie, a disputa neste ano também vai é entre mulheres. Big Little Lies e Feud: Bette and Joan são as produções com o maior número de indicações (seis para cada lado) e ambas trazem mulheres como protagonistas.

4. Diretoras esquecidas.

Divulgação
Cena de 'Detroit em Rebelião', dirigido por Kathryn Bigelow.

Mulher Maravilha. Lady Bird – A Hora de Voa. Detroit em Rebelião. Esses são alguns filmes dirigidos por mulheres que se destacaram em 2017, seja no campo da crítica especializada, seja nos números positivos de bilheteria.

No entanto, Patty Jenkins, Greta Gerwig e Kathryn Bigelow, as respectivas diretoras, não aparecem na lista de indicados a Melhor Diretor. Aliás, não há mulheres entre os indicados - o que é motivo de lamento. No Globo de Ouro 2018, a disputa do troféu de Diretor está entre Steven Spielberg, Guillermo del Toro, Martin McDonagh, Christopher Nolan e Ridley Scott.

De acordo com um levantamento da agência France Presse, a ausência de mulheres na categoria de direção é um caso antigo. Apenas cinco diretoras foram selecionadas para competir em toda a história do Globo de Ouro que, vale salientar, existe desde 1944.

5. Oprah reverenciada.

Getty
Um dos nomes mais populares do showbiz americano, Oprah será homenageada com o troféu Cecil B. DeMille.

Todos os anos, o Globo de Ouro entrega o troféu troféu Cecil B. DeMille para um "um indivíduo talentoso que teve um impacto incrível no mundo do entretenimento". No ano passado, Meryl Streep foi a estrela homenageada. Após ganhar a honraria, a atriz fez um discurso poderoso alfinetando Donald Trump.

Neste ano, Oprah Winfrey levará a honaria para casa. O anúncio foi feito em dezembro do ano passado por Morgan Freeman, ganhador do mesmo prêmio em 2012. "Me deixe ser o primeiro a parabenizá-la, pois você terá uma noite incrível", diz o ator no vídeo abaixo.

Neste ano, o público poderá ver Oprah nos cinemas. Ela é uma das estrelas de Uma Dobra no Tempo, novo filme da Disney dirigido por Ava Duvernay, cuja estreia está prevista para 9 de março.

Veja a lista de indicados ao Globo de Ouro 2018 aqui.

Photo gallery Os 25 melhores filmes dos últimos 25 anos segundo o IMDB See Gallery