COMPORTAMENTO
11/12/2017 11:55 -02 | Atualizado 11/12/2017 12:07 -02

11 maneiras de falar sobre o Papai Noel com o seu filho (sem estragar a magia do Natal)

Caso você veja as crenças de seus filhos começando a desaparecer.

Quando as crianças que acreditam em Papai Noel crescem, seus pais se deparam com duas dúvidas: será que este vai ser o ano que seus filhos vão parar de acreditar? E como explicar Papai Noel a eles sem eliminar o lado "mágico" do Natal?

Perguntamos a membros da comunidade HuffPost Parents se eles já tiveram aquele papo sério sobre Papai Noel com seus filhos. Alguns pais e mães que festejam o Natal nunca disseram a seus filhos que um homem desce pela chaminé para lhes deixar presentes (e incentivaram os baixinhos a não estragar o espírito da generosidade natalina, falando disso com outras crianças). Mas outros pais nos deram ótimas explicações de como conversaram com seus filhos sobre o bom e velho Papai Noel.

Veja 11 maneiras como os pais explicaram Papai Noel a seus filhos (e algumas reações divertidas das crianças).

Ele vive no pensamento e no coração de todas as pessoas que fazem algo generoso e altruísta para outra pessoa.

"Falei a meus filhos que Papai Noel é de verdade, mas não do modo como pensamos. Ele vive no pensamento e no coração de todas as pessoas que fazem algo de generoso e altruísta para outra pessoa. Com esse ato, a pessoa se torna a essência do que Papai Noel representa para nós. Meus filhos têm mais de 20 anos, e se você lhes perguntar, eles dirão com orgulho que acreditam em Papai Noel.

― Angela Robbins

Bem, é um toque mágico divertido para acrescentar ao Natal.

"Meu filho mais velho tinha 8 anos e ficou curioso, então começou a fazer pressão para receber mais informações. Eu disse a ele que acreditar ou não acreditar é uma opção e lhe perguntei: 'O que você pensa e sente sobre isso?'. Ele disse que achava que era de faz de conta. Falou que, na opinião dele, seu pai e eu éramos Papai Noel. Minha resposta foi: "Bom, é um toque mágico divertido para acrescentar ao Natal. E Papai e eu adoramos surpreender vocês na manhã de Natal. Suas irmãs ainda acreditam que Papai Noel vai chegar, então nos ajude a conservar a mágica.' Ele aderiu com tudo à ideia. Ele ainda faz de conta que acredita, para preservar o clima de surpresa e magia da manhã do dia de Natal."

― Teresa Ingram

Ele pareceu aliviado e queria a confirmação do que já estava pensando.

"Meu filho de 9 anos perguntou: 'Papai Noel é de verdade? Tudo bem se a resposta for não.' Falei que não, que são Mamãe e Papai que enchem as meias de Natal e compram os presentes, mas que Papai Noel é de verdade no sentido de ser um símbolo do Natal, um símbolo de generosidade. Também falamos do Elfo na Prateleira, do Coelhinho da Páscoa e da Fadinha dos Dentes. Meu filho pareceu aliviado e queria a confirmação do que já estava pensando, mas me falou que ainda podemos esconder o elfo e que posso continuar a marcar alguns presentes como sendo do Papai Noel."

― Jessica Waagner

A gente faz o trabalho do Papai Noel para continuar a transmitir sua mensagem de esperança e amor.

"Meu filho de 10 anos na época fez a pergunta durante a aula de caratê de seu irmão menor. Primeiro eu respondi, como já tinha respondido antes, com uma pergunta: 'O que você acha?' Ele disse 'não sei'.

Depois que seu irmãozinho foi para a cama, meu marido e eu tivemos uma conversa com o maior. Eu lhe disse 'sim, sou eu quem põe seus presentes na meia'. Ele começou a chorar. Falei: 'Mas isso não quer dizer que Papai ou eu sejamos Papai Noel. A gente faz o trabalho do Papai Noel para continuar a transmitir sua mensagem de esperança e amor. Então colocamos os presentes nas suas meias de Natal, sim, mas não somos Papai Noel.' Também falamos da história do Papai Noel. Meu filho adora história. Ele levou numa boa."

― Meaghan Greenleaf Wildes

Fui franca com ele e seu irmão, mas os fiz prometer que não contariam a verdade a outras crianças para não estragar o Natal delas.

"No ano passado meu filho de 8 anos estava tendo dúvidas sobre o Papai Noel, então escondeu as bolachinhas do Papai Noel. Falou que, se elas não fossem comidas, ele saberia que Papai Noel não existe de verdade. Passei uma hora no meio da noite procurando as malditas bolachas, mas não encontrei. Falei para meu filho que talvez Papai Noel não tenha querido procurar as bolachas ou tenha pensado que meu filho não fez bolachas para ele.

Finalmente, uns seis meses mais tarde, meu filho me perguntou diretamente. Fui franca com ele e seu irmão, mas os fiz prometer que não contariam a verdade a outras crianças para não estragar o Natal delas. Acho que algumas semanas atrás eles pensaram de repente: como foi que Mamãe e Papai arrumaram todos aqueles presentes, fizeram segredo disso e escolheram presentes tão bacanas? Acho que eles ficaram impressionados."

― Teri Davis

É uma coisa que eles podem dizer a um amigo que possa tentar estragar Papai Noel na cabeça deles.

"Tenho quatro filhos e sou professora da quarta série. Todos os anos algum aluno pergunta sobre Papai Noel. A resposta que costumo dar a essas crianças de 9 ou 10 anos é: 'Se você acredita em Papai Noel, ele acredita em você'. Parece funcionar. E é uma coisa que eles podem dizer a um amigo que possa tentar estragar Papai Noel na cabeça deles."

― Vicki Thompson Paris

Agora ela será Papai Noel e a Fadinha dos Dentes para sua irmã.

"Já conversei com minha filha sobre o espírito da generosidade e sobre virar Mamãe Noel, ela mesma. Ela estava com quase 8 anos e já estava dizendo que Papai Noel não existe de verdade, que ela já sabia disso. Deve ter ouvido de suas coleguinhas. Ela me convenceu a tal ponto disso, falando do assunto para todo o mundo da família, que uma noite resolvi lhe mostrar como outros países e povos encaram Papai Noel e sua origem. Depois pedi que ela fosse 'Mamãe Noel' para outra pessoa.

No final, perguntei se ela curtiu a experiência enquanto durou e se achava que devíamos continuar contando as histórias à irmãzinha dela, que tem 2 anos. Ela refletiu um pouco e respondeu que, apesar de não ter gostado que mentimos a ela sobre a Fada dos Dentes e Papai Noel, gostava de ficar acordada até tarde para tentar vê-los fazendo sua mágica, então agora ela será Papai Noel e a Fadinha dos Dentes para sua irmã, porque ela acha que eu não sou muito convincente. Ela acha que vai conseguir esconder sua identidade mágica melhor do que eu escondi dela."

― Jenn Aguilar

Ele encerrou o assunto dizendo com doçura 'obrigado por me falar a verdade sobre Papai Noel, Mamãe'.

"Uma noite, quando eu estava colocando meu filhinho querido na cama, ele me perguntou: 'Papai Noel existe de verdade?' Hesitei um instante e então perguntou no que ele acreditava. 'Tem gente que diz que ele não existe, mas eu já o vi. Mas acho que você, eu, Buela (minha mãe) e meus primos são os únicos que ainda acreditamos nele.'

Então comecei a lhe contar que muito tempo atrás houve um homem que distribuía presentes para as crianças e que o espírito dele vive em cada um de nós até hoje. Meu filho piscou um pouco e começou a chorar. 'Quer dizer que Papai Noel morreu?', ele disse.

Ai, ai, ai. Eu tive uma chance apenas e a estraguei. Conversamos mais um pouco e ele se acalmou. No fim, ele encerrou o assunto dizendo com doçura: 'Obrigado por me falar a verdade sobre Papai Noel, Mamãe. Amo você.' Uau."

― Selma Altas

Com isso eles viram parte da magia e da curtição, porque pode haver algo melhor do que a própria pessoa ser Papai Noel?

"Levamos nossos filhos a fazer a transição de acreditar em Papai Noel a virar um elfo, ajudando a difundir o espírito da doação, do amor e do Natal, virando parte da magia. A partir do momento em que um de nossos filhos dizia que não acreditava mais em Papai Noel, nós lhes transmitíamos o segredo, para que pudesse ajudar a manter a magia viva para o irmão seguinte. Destacamos como é importante não desfazer a crença do irmão menor e deixamos o filho mais velho participar da curtição de esconder o elfo travesso ou encher as meias de Natal. Com isso eles viram parte da magia e da curtição. Pode haver algo melhor do que a própria pessoa ser Papai Noel? A estratégia vem funcionando bem até agora. Ainda tenho um filho que ainda não passou pelo processo!"

― Kendra Votava

Cabe a cada um de nós acreditar na magia e no espírito da generosidade, não importa como isso aparece na TV ou nas lojas.

"Quando minha filha era muito pequena, me pediu para confirmar se algumas das amiguinhas dela tinham razão quando disseram que Papai Noel não existe. Respondi com uma pergunta: 'Será que devemos parar de ser gentis e dar presentes às pessoas se descobrirmos que Papai Noel é apenas um truque de marketing?' Ela falou: 'Não'. E aí está a resposta. Cabe a cada um de nós acreditar na magia e no espírito da generosidade, não importa como isso aparece na televisão ou nas lojas.

Minha filha está com quase 11 anos hoje e outro dia me falou: 'Mãe, você acha que eu ia acreditar que você deixaria um velho ficar me olhando quando eu estava dormindo e deixaria um desconhecido entrar na nossa casa à noite?' Eu falei, 'Claro que eu não faria isso, Sonia, porque Papai Noel não poderia ser uma pessoa qualquer. Ele é o espírito da generosidade, lembra?'. Ela escreveu sua cartinha ao Papai Noel, mesmo assim, mas talvez seja a última vez que vai fazê-lo, então é bom eu procurar o tal brinquedo de realidade virtual que ela pediu."

― Ana Nita

Eles sabem que Papai Noel não existe como pessoa.

"Já contamos a nossos filhos que somos todos Papai Noel quando doamos nosso tempo, dinheiro ou presentes a outras pessoas. Eles sabem que Papai Noel não existe como pessoa, mas que é o espírito do Natal."

― Mirna Sierra-Duchemin

As respostas foram editadas e resumidas para possibilitar maior clareza.

*Este texto foi originalmente publicado no HuffPost US e traduzido do inglês.

Photo galleryO que as pessoas comem no Natal em cada país See Gallery