NOTÍCIAS
22/11/2017 12:31 -02 | Atualizado 22/11/2017 12:31 -02

PPS pode incorporar movimento Agora! para lançar Luciano Huck à Presidência, diz Folha

Partido pressiona apresentador da Globo. Oficialmente, Huck diz que não é candidato "a nada".

Huck já declarou que "quer e vai participar da renovação política no Brasil".
Divulgação/Globo
Huck já declarou que "quer e vai participar da renovação política no Brasil".

O PPS aumenta cada vez mais a pressão para ter Luciano Huck como candidato à Presidência da República em 2018. A nova movimentação do partido para aliciar o apresentador é incorporar o movimento Agora!, grupo de ativistas, acadêmicos e artistas que busca promover debate e renovação política.

Segundo a coluna Painel, do jornal Folha de S.Paulo, desta quarta-feira (22), a proposta do deputado Roberto Freire, presidente nacional do partido, é ainda mais ousada: mudar o nome do PPS para Agora!. Para isso, ele espera apenas uma resposta de Huck quanto à candidatura presidencial.

Um eventual apoio a Huck já causou racha no grupo. Alê Youssef, um de seus fundadores, anunciou em grupo do WhatsApp que está deixando o movimento.

Segundo reportagem da Folha, ele ficou incomodado ao perceber que se tornou "sem querer e sem saber, um dos apoiadores e articuladores da candidatura de Luciano Huck no imaginário de quem acompanha a questão".

Em outro trecho da mensagem de Youssef, publicada pela Folha, há críticas à falta de debate e de transparência do Agora!. "[O apoio é] uma decisão muito séria e que deveria ser exaustivamente debatida de forma ampla e transparente por todos os membros." O nome de Youssef não consta na página de membros no site oficial do movimento.

O Agora! não se manifestou publicamente sobre apoiar candidaturas para 2018. Oficialmente também, Luciano Huck ainda não é candidato, apesar de declarar que "quer e vai participar da renovação política no Brasil".

Photo galleryQuem são os presidenciáveis de 2018 See Gallery