ENTRETENIMENTO
22/09/2017 10:44 -03 | Atualizado 22/09/2017 11:06 -03

A história de Isabel, refugiada do Congo que emocionou o público do 'The Voice Brasil'

Jovem de 16 anos foi a primeira aprovada nas audições às cegas da nova temporada do talent show.

TV Globo
Isabel Antonio, de 16 anos, foi a primeira aprovada nas audições às cegas.

A estreia da nova temporada The Voice Brasil, que ocorreu na noite desta quinta-feira (22), mexeu com a emoção do público.

A primeira participante das audições às cegas foi Isabel Antonio, uma garota de 16 anos, refugiada do Congo. No palco, ela cantou Trem Bala, sucesso de Ana Vilela.

Logo nos primeiros versos, o jurado Carlinhos Brown virou a cadeira (veja a performance completa clicando aqui).

Assim que terminou seu número, Isabel contou a origem de seu sotaque, o que deixou Ivete Sangalo arrependida de não ter escolhido a garota para o seu time.

"Estou deitada no chão. Pode deitar em mim que eu estou arrasada", disse Veveta.

Respondendo às perguntas de Lulu Santos, Ivete Sangalo, Michel Teló e Brown, a jovem congolesa contou que fugiu há dois anos da guerra no país africano. Com ajuda de missionárias, ela chegou em São Paulo ainda sem os pais, que foram localizados tempos depois.

Na capital paulista, ela começou a participar de um coral orientado pelo maestro João Carlos Martins. Foi lá onde descobriu seu talento para o canto e a paixão pela música.

Brown aproveitou a ocasião para fazer um discurso sobre questão de raça e História do Brasil:

"Foi uma princesa chamada Isabel que trouxe para nós uma liberdade exclusiva. Uma mulher sensível, de pele clara, que libertou os negros da escravidão. Eles que vinham do Congo, de Angola, foram pra Bahia, foram pra Recife e também para o Rio", declarou.

Tocados com a história de vida de Isabel, o quarteto de jurados decidiu dar uma abraço coletivo nela. "Seja bem-vinda ao nosso País, que é seu por direito", disse Ivete.

A acolhida foi completada por Brown: "Seja bem-vinda. Não só ao The Voice, como a tudo o que você fizer nesse País. Porque esse é um País das misturas, onde tudo funciona em coletivo e no amor".

Assim como os jurados, os espectadores nas redes também ficaram impressionados tanto com o número quanto com a história de Isabel.

  • 8 canais no YouTube que vão desperar seu interesse pela leitura
    Instagram

    Vamos ser sinceros: quantos livros você leu no mês passado? Se a resposta foi "não muitos" ou qualquer variação disso, que tal um estímulo?

    Um levantamento de 2016 do Instituto Pró-Livro aponta que cada pessoa leu, em média, 2,5 obras (inteiras ou em partes) no ano.

    O HuffPost Brasil separou oito canais no YouTube para todos os gostos literários para você se interessar mais pelos livros.

  • Tiny Little Things by Tatiana Feltrin
    YouTube

    Tatiana Feltrin já é quase uma anciã do Booktube (Books + YouTube). Foi uma das primeiras a fazer vídeos lá em 2007.

    Seu gosto é bem variado, vai de clássicos e listas de vestibulares para best-sellers, da aventura para o drama, do adulto para o infanto-juvenil. Ele lê de tudo um pouco.

    Mensalmente a paulista também tem uma sessão em que o público vota em que livro ela deve ler.

  • Vitor Martins
    YouTube

    O ilustrador Vitor Martins fala principalmente de livros para o público jovem em seu canal literário.

    O jovem também fala muito de livros com a temática LGBT, se você se interessa pelo tema vai descobrir vários títulos no canal dele.

  • Vá Ler um Livro
    YouTube

    Depois de outros projetos no mundo literário os dois amigos Tatiany Leite e Augusto Assis resolveram criar o Vá Ler um Livro.

    Mais do que falar de livros o canal também traz discussões da atualidade para a literatura e vice-e-versa. Um exemplo: no mês de março eles fizeram um especial de resenhas só de livros escritos por mulheres em homenagem ao Dia Internacional da Mulher.

  • All About That Book
    YouTube

    Mayra Sigwalt tem como objetivo no seu canal encontrar pessoas que gostem de livros tanto quanto ela e que queiram conversar sobre isso por mais que as opiniões não sejam sempre as mesmas.

    Ela lê muitos livros de fantasia e muitos livros em inglês. É uma boa para quem quer se aventurar em praticar outro idioma e se divertir ao mesmo tempo.

  • Literature-se
    YouTube

    Mell Ferraz é estudante de Estudos Literários e é apaixonada pelos clássicos.

    No seu canal ela fala dos maiores clássicos da literatura mundial, mas de vez em quando também fala de outros assuntos como Gilmore Girls e discussões do mundo literário.

  • Lido Lendo
    YouTube

    Isa Vichi é engenheira de Brasília e começou a contar o que estava lendo e o que já tinha lido na vida em forma de vídeos.

    Ela lê um pouco de tudo, mas é mais focada na literatura adulta. Com mais três youtubers ela compõe o Clube de Leitura do Cerrado (já que todos são da região Centro-Oeste do Brasil).

  • Melina Souza
    YouTube

    Melina, ou Mel como prefere ser chamada, é uma curitibana que ama viagens, fotografia e livros, é claro.

    No seu canal - sempre muito preocupado com a estética - ela fala dos lançamentos mais recentes, de livros que virarão filmes ou séries e faz várias listas. De vez em quando também fala de beleza e das suas viagens.

  • Pam Gonçalves
    YouTube

    Pam Gonçalves começou a falar sobre suas leituras em um blog chamado Garota It. Com o tempo acabou migrando seu conteúdo exclusivamente para os vídeos no YouTube.

    Além de comentar os livros que estão sendo falados no momento, a jovem de Tubarão (SC) também fala sobre como é estar do outro lado. Ela já publicou dois livros para o público jovem e conta sobre o processo da escrita.