NOTÍCIAS
04/04/2016 13:43 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02

Recomeço: Projeto dará cursos gratuitos de empreendedorismo para refugiados recém-chegados ao Brasil

Reprodução/Adus

Para capacitar imigrantes que chegaram no Brasil há pouco tempo, o Conare (Comitê Nacional para os Refugiados) e o Sebrae irá promover cursos gratuitos de empreendedorismo, que serão ministrados a distância e presencialmente.

O projeto Refugiado Empreendedor foi lançado na última sexta-feira (1) e, nessa fase piloto, deve capacitar cerca de 250 refugiados na cidade de São Paulo.

Segundo dados do Conare, existem mais de 8,6 mil refugiados reconhecidos e mais de 20 ml solicitações de refúgio no Brasil. A maioria dos solicitantes é sírio, angolano, congoleses, libaneses e colombianos.

O projeto-piloto começa no dia 26 de abril e será composto por quatro fases, sendo que a primeira será uma palestra sobre sensibilização e capacitações on-line.

Aqueles que se interessarem pelo tema, poderão continuar participando do curso presencialmente. Outras etapas abrangem formalização dos empreendimentos e obtenção ao crédito empresarial para os refugiados iniciarem o negócio próprio.

"Essa parceria é mais uma etapa nas polícias públicas voltadas a garantir melhor integração social, autonomia e geração de renda a refugiados", disse o presidente do Conare, Beto Vasconcelos. “O empreendedorismo é uma forma de incluir socialmente e economicamente os milhares de refugiados que o Brasil abraçou. É uma chance de eles conquistarem parte da vida que deixaram para trás", acrescentou o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos.

LEIA MAIS:

- ABSURDO! Escola de natação no RS usa foto de menino sírio afogado em propaganda

- Papa Francisco lava pés de refugiados e condena autores de ataques terroristas em Bruxelas