NOTÍCIAS
31/03/2016 14:57 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02

ONG procura 'doadores de carinho' para crianças que aguardam adoção

Emielke van Wyk - The Pixel Foundry via Getty Images
1-2 Years, Baby may soothe him/herself with a familiar toy or thumb sucking. Emotional expressions are increased to include fear and sadness.

Dengo, mimo, afago, cafuné, abraço, sorriso. São bons e, se sobrar, é até melhor. É de graça e não tem contra indicação. Todo mundo ama.

Mas nem todo mundo tem, com frequência, momentos de carinho em sua rotina.

Pensando nessas pessoas, mais especificamente, nestas crianças, a campanha "Doadores de Afeto" foi criada.

A ideia é da ONG americana Spence-Chapin, que trabalha para encontrar famílias adotivas para crianças órfãs ou que foram temporariamente distanciadas de seus pais biológicos.

Qualquer pessoa pode participar do projeto, que não tem custo algum.

Aos voluntários não se pede nada além de mimar os pequeninos, de acordo com a disponibilidade e tempo de cada um, segundo as informações do site Razões Para Acreditar.

De acordo com o Green Me, os voluntários podem cuidar até de bebês recém-nascidos, mas precisam ter participado de um minicurso de formação oferecido pela própria ONG.

Os interessados são convidados a produzir registros e diários para mostrar às crianças quando elas forem mais velhas. Os doadores de afeto desempenham um papel fundamental no processo de inserção da criança na família adotiva, de acordo com a organização.

Mas não é preciso ir tão longe se quiser se envolver com ideias inspiradoras como esta.

Aqui no Brasil existe o projeto Padrinho Nota 10, de apadrinhamento afetivo.

Sem a formalização de vínculos jurídicos, você pode apadrinhar uma criança e acompanhar todas as fases de seu crescimento.

De acordo com as informações do programa, o apadrinhamento consiste em permitir que o pequeno passe algum tempo com você, por alguns períodos, por um dia ou um final de semana, sem implicar qualquer vínculo que não o do carinho e o da solidariedade.

Há ainda o apadrinhamento financeiro, que consiste de uma pequena contribuição mensal para para atender às necessidades básicas da criança, como alimentação, roupas, remédios e material escolar.

São Paulo, Pernambuco, Goias, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul são alguns dos locais atendidos pelo projetos.

Você pode conferir a lista completa no site.

Está esperando o quê? Você já doou afeto hoje? <3

LEIA MAIS:

- Projeto organiza doações e estimula palavra amiga com moradores de rua

- Cãozinho esquecido na varanda quase morre congelado, mas é salvo por vizinhos

- A França é o 1º país a proibir supermercados de jogarem comida no lixo