NOTÍCIAS
29/03/2016 20:56 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02

'Votar pelo impeachment é se comprometer com reformas', diz entusiasta do governo Temer

Valter Campanato/Agência Brasil

Entusiasta do governo Michel Temer, o deputado Darcísio Perondi (PMDB-RS), é categórico nas perspectivas para os próximos anos sem a presidente Dilma Rousseff: ‘é preciso mudar’.

Perondi tem trabalhado desde o fim do ano passado com afinco para destituir a presidente com o argumento de que ela não é capaz de fazer as mudanças que o País precisa.

"Votar o impeachment é ter comprometimento com as reformas trabalhistas, tributária, orçamento verdadeiro, reforma da previdência.”

O parlamentar diz confiar que o vice Michel Temer é a pessoa ideal para tocar as reformas. "Confio que Michel vai ter pulso para encaminhar as reformas que precisamos, o meu medo é o Parlamento não acompanhar. As medidas não são fáceis, mas, se não enfrentarmos, nós quebramos.”

O prognóstico traçado pelo peemedebista, se a presidente Dilma continuar, é nebuloso.

"Os aposentados não vão receber daqui 10 anos por causa do buraco fiscal, o buraco fiscal vai continuar e vai faltar dinheiro para pagar o bolsa família. O Brasil tem dois problemas, a dívida interna, que a Dilma quase dobrou, e o déficit. Não é brincadeira.”

Perondi vê em Temer uma espécie de salvador:

"Michel tem esse perfil, homem sério, hábil negociador, capacidade de ouvir como poucos, capacidade de administrar conflitos de excelência, tem prestígio nos outros partidos, aprendeu muito de economia, é um jurista. Ele tem o perfil para assumir o País, mais preparado que o Itamar na época do Collor. É uma nova perspectiva."

LEIA TAMBÉM:

- PMDB e PT: O fim de um casamento de 13 anos

- Dono da cassação mais longa da história, Cunha nega manobras

- 'Impeachment não é golpe', diz ministro Barroso, do STF

- Peemedebista Henrique Eduardo Alves pede demissão do Ministério do Turismo