NOTÍCIAS
24/03/2016 15:13 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02

Empresa brasileira cria cozinha ‘neutra' e faz sucesso entre pais e mães de meninos

Brincar de cozinha também é coisa de menino.

Mas ainda há muito preconceito sobre essa questão.

Uma prova disso é o episódio vivido por Andrew Hook e sua esposa, um casal americano que decidiu construir uma cozinha de brinquedo para o filho de dois anos e foi criticado na internet.

O mercado, entretanto, tem percebido o amadurecimento do pensamento dos pais sobre questões de gênero.

A empresa brasileira Xalingo Brinquedos, por exemplo, lançou uma cozinha infantil nas cores preta, vermelha e branca - que tem agradado mães e pais de meninos.

É certo que ainda há outra equivocada convenção de que a cor rosa é exclusivamente para meninas, mas a boa recepção do produto já demostra uma mudança de cenário.

“Recebemos pedidos de alguns pais. A aceitação foi muito boa. As mães de meninos comemoraram. Mas também percebemos a necessidade e trabalhamos por um bom tempo nessa ideia de uma cozinha mais neutra”, contou Tamara Campos, gerente de marketing da Xalingo, à Folha de S. Paulo.

De acordo com Tamara, as aulas de culinária nas escolas, os programas de TV sobre culinária e o próprio incentivo dos pais têm construído um novo cenário que também justifica essa aceitação do produto.

"As pessoas estão se preocupando mais com uma alimentação saudável. E o lúdico pode colaborar muito nesse sentido", afirma.

A cozinha faz parte da linha de brinquedos "neutros" da empresa - que vai crescer em breve. Segundo a gerente, em abril, a empresa lançará o fogão e a geladeira nas mesmas cores do primeiro produto.

Galeria de Fotos Anos 90: 16 desenhos animados #girlpower Veja Fotos