ENTRETENIMENTO
14/03/2016 17:02 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02

Rodrigo Hilbert gera polêmica ao abater filhote de ovelha em programa de TV

Divulgação

A estreia da sétima temporada do programa Tempero de Família, no canal GNT, foi marcada por polêmica.

No episódio, que foi ar na última quinta-feira (10), o apresentador Rodrigo Hilbert resolveu ensinar como se faz um churrasco de ovelha - mostrando em detalhes o processo de captura e abate de um filhote de cerca de seis meses.

O programa foi gravado em Santa Catarina, onde o apresentador visitou a propriedade de um pecuarista. Durante a gravação, a dupla escolhe no curral um "borrego" (filhote de cordeiro ainda em fase de amamentação).

O pecuarista informa que para conseguir uma carne de churrasco de ovelha macia, é preciso que o animal seja morto ainda no período de amamentação. Em seguida, a dupla degola o filhote, retira os órgãos internos e o pelo.

Após o procedimento, o apresentador comenta:

“É assim que se mata um carneiro que depois vai parar no supermercado. Não adianta achar que a carne chega à nossa mesa sem ter que fazer isso. O animal tem que ser abatido."

O episódio dividiu opiniões nas redes sociais.

Além das críticas, foi criada também uma petição online que pede à emissora que tire o programa de Rodrigo Hilbert do ar.

Boa causa

Aos que se espantaram com esse episódio de Tempero de Família, vale ressaltar que Rodrigo Hilbert faz parte de um um grupo crescente de cozinheiros, chefs e pensadores da cozinha contemporânea que propõe uma nova relação entre pessoas e alimentos.

Nomes como Bela Gil e Paola Carosella fazem questão de informações sobre a cadeia de produção dos alimentos antes deles chegarem à mesa.

Você deve estar se perguntando: mas o que esses profissionais da cozinha querem com isso?

A ideia é inspirar as pessoas a deixarem de banalizar a comida. Nesse processo, elas optam por alimentos dos quais sabem a origem, consomem produtos mais saudáveis e, consequentemente, têm mais qualidade de vida.

A ignorância das etapas de produção da carne, por exemplo, resulta em desperdício e também no fortalecimento da indústria alimentícia, que produz em escalas gigantescas.

Na maioria das vezes, essa produção coloca a vida dos animais em situação de crueldade, gerando ainda danos graves ao meio ambiente.

LEIA MAIS:

- Os 10 alimentos 'falsianes' das dietas

- 15 alimentos que vão ajudar você a dormir melhor