NOTÍCIAS
13/03/2016 14:19 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:40 -02

Grupos pró-governo vão às ruas em meio a protestos pelo impeachment de Dilma

Montagem/Getty Images/GloboNews

Na contramão dos milhares de brasileiros que estão indo às ruas neste domingo (13) protestar contra a presidente Dilma Rousseff e pedir sua saída do governo, um grupo de manifestantes se reuniu em frente ao prédio onde Luiz Inácio Lula da Silva mora, em São Bernardo (SP), demonstrar apoio a Dilma e ao ex-presidente.

Segundo estimativa da Guarda Municipal, cerca de 400 pessoas se aglomeraram na Avenida Prestes Maia, no bairro Nova Petrópolis. O ex-presidente apareceu na sacada do prédio para cumprimentar os manifestantes e, segundo informações do G1, chegou a conversar com alguns deles.

No Rio de Janeiro, um avião carregando uma faixa que trazia a frase: "Não vai ter golpe", assinado pela Frente Brasil Popular passou pela praia de Copacabana na manhã deste domingo. O ato foi vaiado pelos manifestantes que protestavam contra o governo na orla.

Além de São Bernardo do Campo e Rio de Janeiro, outras cidades também registraram protestos em apoio ao governo. Em Fortaleza, cerca de 400 manifestantes - segundo a organização - se reuniram num aquecimento do ato marcado para dia 18.

Militantes do PT também se manifestaram em Porto Alegre num ato chamado "Coxinhaço". Entre 5 e 10 mil pessoas se reuniram no local, segundo estimativa dos organizadores.