NOTÍCIAS
13/03/2016 15:59 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:40 -02

Em protesto, Bolsonaro xinga Dilma de 'anta' e faz insinuação homofóbica. Manifestantes respondem com grito de 'mito' (VÍDEO)

Do alto do trio elétrico montado com Silas Malafaia e Marco Feliciano, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) xingou a presidente Dilma Rousseff de 'anta' e fez insinuações homofóbicas contra ela:

"Um recado para a anta Dilma Rousseff: dá tempo ainda de sair daqui e depois contar historinha de que foram exilados. Fidel Castro te espera de braços abertos, Dilma. Eu só não sei quem vai carregar quem no colo no quarto nupcial", disse ele, como mostra o vídeo acima.

"Em 2 de abril de 1964, o Congresso cassou um mandato de um comunista. Em 19 de setembro de 1992, cassou um presidente corrupto. E este ano ainda o Congresso vai cassar uma presidente canalha", falou o deputado fluminense.

É possível ouvir a reação de parte dos manifestantes entoando o coro: "Mito! Mito! Mito! Mito!"

Com a camiseta com a frase "Direita Já"!, o parlamentar foi cercado e comemorado por parte dos manifestantes. Com o microfone, agradeceu à Polícia Militar, ao Exército e prometeu agir para garantir o porte de armas aos "cidadãos de bem".

"Para a segurança, defendo a posse da arma de fogo para todo cidadão de bem", disse. "Aos amigos da área rural, no que depender de mim, vocês tem de ter como cartão de visitas para os marginais do MST um fuzil 762", seguiu no discurso.

LEIA TAMBÉM:

- 5 itens que você não pode esquecer para protestar neste domingo

- Aécio: Impeachment é caminho para Brasil ter futuro melhor

- Protestos contra o governo Dilma começa cedo em quatro capitais brasileiras