NOTÍCIAS
11/03/2016 11:05 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:40 -02

Delcídio do Amaral diz em delação que Michel Temer indicou ex-diretor preso da Petrobras, segundo Folha

(Reuters) - O senador Delcídio do Amaral (PT-MS) afirmou em delação premiada que o vice-presidente Michel Temer foi o "grande patrocinador" da indicação de Jorge Zelada, que está preso na Lava Jato,

Geraldo Magela /Ag. Senado/Anderson Riedel/Vice PR

O senador Delcídio do Amaral (PT-MS) afirmou em delação premiada que o vice-presidente Michel Temer foi o "grande patrocinador" da indicação de Jorge Zelada, que está preso na Operação Lava Jato, para o cargo do diretor da área internacional da Petrobras, segundo reportagem do jornal Folha de S.Paulo desta sexta-feira (11).

De acordo com nota da coluna Painel, da Folha, o PMDB teme que Zelada, apontado como o elo do partido com o esquema investigado pela Lava Jato, também decida fechar um acordo de delação premiada com as autoridades.

A assessoria de Temer disse à Folha que Zelada foi indicado para a diretoria da Petrobras pela bancada do PMDB de Minas Gerais, e que Temer o recebeu antes da nomeação na "condição de presidente da sigla”, e que em 2011, quando Zelada tentou se manter no cargo, "não obteve apoio".

Também segundo a Folha, Temer teria ligação com o lobista João Augusto Henriques, escolhido para substituir Nestor Cerveró na área Internacional da estatal. A assessoria do vice-presidente negou que ele tivesse qualquer proximidade com o lobista.

LEIA TAMBÉM

- PMDB e PSDB definem que irão 'caminhar juntos' contra a crise

- ASSISTA: Senador da Rede pede consulta popular para decidir se Dilma fica ou não

- Delação de Delcídio traz os nomes de Aécio e Calheiros, diz jornal

- 5 motivos que fazem do retorno de Delcídio um show de constrangimento