NOTÍCIAS
10/03/2016 10:11 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:40 -02

Denúncia do MP de São Paulo contra Lula 'não é fato novo', diz senador Lindbergh Farias

Reprodução/Facebook

Um dos principais defensores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Congresso, o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) afirmou nesta quarta-feira (9) que a denúncia criminal do Ministério Público de São Paulo contra o líder petista no caso do tríplex 164-A, no Condomínio Solaris, no Guarujá, não é um "fato novo" e que já era esperado.

O MP paulista acusou Lula de ter cometido os crimes de lavagem de dinheiro e falsidade ideológica ao supostamente ocultar a propriedade do imóvel - oficialmente registrado em nome da OAS. Lindbergh disse que Cássio Conserino, um dos promotores que subscreveram a denúncia, teria antecipado à revista Veja que iria acusar o ex-presidente formalmente.

"Esse promotor está agindo nesse caso de forma claramente a perseguir o presidente Lula. Como é que um promotor anuncia antes de escutar a pessoa a uma revista que vai denunciar. Isso não é fato novo, já estava esperando isso", criticou.

Para o senador do PT, a acusação é "impressionante" e uma "coisa de louco". Segundo ele, mesmo que Lula diga que o apartamento não é dele, o promotor insiste em dizer que é. "O presidente já se explicou várias vezes, mas parece que não adianta. Parece que alguns não querem aceitar a explicação presidente Lula", protestou.

CONSERINO E A CORTINA DE FUMAÇA DOS TUCANOSNão há novidade na denúncia apresentada pelo promotor Conserino; era um...

Publicado por Lindbergh Farias em Quarta, 9 de março de 2016

Instituto Lula questiona competência legal e imparcialidade de promotor

O Instituto Lula voltou a questionar a competência legal e a imparcialidade do promotor Cássio Conserino. Segundo o instituto, a decisão de Conserino reforça o pedido encaminhado ao Supremo Tribunal Federal para determinar se as investigações devem ficar a cargo do Ministério Público Federal, que apura o caso no âmbito da Operação Lava Jato, ou do Ministério Público Estadual.

Não há nenhuma novidade na denúncia do Ministério Público de São Paulo, que já havia sido anunciada na revista Veja em...

Publicado por Lula em Quarta, 9 de março de 2016

"O promotor Cássio Conserino já tinha antecipado a decisão no dia 22 de janeiro à revista Veja muito antes de encerrar a investigação. Conserino não é o promotor natural do caso, não é imparcial e o fato de ele fazer esta denúncia reforça a necessidade de o STF apreciar onde ficará esta investigação. Se no MPF, que cometeu uma condução coercitiva arbitrária contra o ex-presidente na sexta-feira ou no MPE", diz o instituto.

LEIA TAMBÉM

- Sondado por senadores, Lula rejeita hipótese de assumir ministério

- Lula: 'Se me prenderem, eu viro herói. Se me deixarem solto, viro presidente'

- Lula usa cobertura em São Bernardo do Campo que foi comprada por primo de Bumlai

- ASSISTA: 'Eles que enfiem no c* todo o processo', diz Lula em vídeo