NOTÍCIAS
01/03/2016 11:12 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:34 -02

Oito vezes melhor do Brasil, surfista Silvana Lima diz que não ser 'bonitinha' dificulta patrocínios

Oito vezes melhor surfista do Brasil e duas vezes vice-campeã mundial. A cearense Silvana Lima, 31 anos, tem muito o que mostrar ao mundo. Mas a verdade é que talvez você não tenha ouvido falar dela.

O motivo: a dificuldade de não encontrar patrocínios e, por consequência, acabar fora da mídia.

Em entrevista à BBC Brasil, Silvana diz que acabou excluída por estar fora do modelo de beleza exigido para as mulheres do surfe.

"Para as marcas de 'surfwear' a gente tem que ser modelo e surfista ao mesmo tempo. Então quem não é tipo modelinho acaba não tendo patrocínio, como foi o meu caso. Você acaba ficando de fora, é descartável", conta.

E os homens? "Os homens não têm este problema", afirma Silvana.

Sem o apoio necessário, a fórmula encontrada para seguir disputando em alto nível na modalidade foi improvisar um canil.

"Os cachorrinhos de duas ninhadas - uma de 6 e outra de 7 (cães) - ajudaram muito nas viagens. Fui campeã na Nova Zelândia graças aos filhotes, que pagaram essa viagem e outra para Pantin, na Espanha, onde fui campeã de novo."

LEIA TAMBÉM:

- Campeão mundial, Mineirinho crê em domínio brasileiro no surfe nos próximos anos

- Vitória de novo! Pelo 2° ano seguido, Brasil é campeão de surfe

- ASSISTA: Dois anos após acidente, Maya Gabeira dá show e disputará 'Oscar das Ondas Gigantes'

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: