LGBT
28/02/2016 20:21 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:34 -02

A melhor atriz coadjuvante do Spirit Awards 2016 é transgênera e tem um recado importante

Reprodução/You Tube

A atriz transgênera Mya Taylor, 24 anos, fez história ao vencer o Independent Spirit Awards na categoria Melhor Atriz Coadjuvante, pelo filme Tangerine.

O Independent Spirit premia filmes independentes e de baixo orçamento, e aponta tendências para o Oscar. Nenhum outro ator ou atriz trans havia ganho um prestigiado prêmio de cinema antes.

Ela disputava o prêmio com Robin Bartlett (H), Marin Ireland (Glass Chin), Jennifer Jason Leigh (Anomalisa) e Cynthia Nixon (James White).

A cerimônia foi marcada pelo reconhecimento de minorias. Além de Taylor, uma transgênera, dois atores negros venceram nas categorias de atuação (melhor ator e coadjuvante). Spotlight, um filme que ataca a pedofilia na Igreja Católica, venceu em todas as categorias a que foi indicado.

De acordo com o site Deadline, o prêmio marca uma superação pessoal e profissional para Taylor, que concorreu a 186 vagas de trabalho e fez 26 entrevistas em dois anos, em Los Angeles. O nome e o gênero eram sempre um problema, já que ela não conseguia alterá-los na ficha cadastral.

"Quando apareceu a oportunidade de trabalhar em Tangerine, senti que foi um presente de Deus, fazendo valer a pena toda a luta de antes”, comentou Taylor durante uma coletiva nos bastidores.

Questionada sobre a maior abertura que a sociedade e a mídia têm dado aos transgêneros, ela respondeu que houve uma mudança. “Mais pessoas estão abrindo a cabeça quanto a diferentes gêneros e raças. Anos atrás, evitávamos falar disso... era uma época de sexismo.”

Ao receber o prêmio, ela destacou que “há talentos transgêneros”, e se dirigiu ao público, que incluía vários produtores: “É melhor você incluir um desses talentos no seu próximo filme”.

Tangerine foi totalmente gravado com iPhones e não há previsão de estreia no Brasil.

LEIA MAIS:

- Produtora Focus Features cria bolsa de US$ 10 mil para diretores transgênero

- Morte de Holly Woodlawn: Atriz transgênero Holly Woodlawn, que inspirou Lou Reed e Andy Warhol, morre aos 69 anos

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: