NOTÍCIAS
16/02/2016 16:27 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:31 -02

Ronda Rousey revela batalha pela saúde mental após 1ª derrota no UFC e ter pensado em suicídio

Ronda Rousey já vinha dando pistas do tamanho do desafio que foi superar a primeira derrota na carreira como lutadora do UFC. Você lembra: nocaute histórico para Holly Holm, em novembro do ano passado.

Ela já havia dito que os golpes tinham deixado marcas físicas, inclusive a impossibilitando de comer maçãs. O psicológico, no entanto, parece ter sido o grande atingido naquela luta.

Em entrevista ao programa Ellen DeGeneres, Ronda afirmou que nos piores momentos durante sua recuperação chegou a cogitar o suicídio.

"Meu pensamento era 'o que vai ser de mim agora?' Eu estava sentada, pensando em me matar. Pensei: 'Eu não sou nada e ninguém dá a mínima para mim'", contou.

Para levantar-se, ela agradece o apoio do namorado, o também lutador Travis Browne. "Honestamente, levantei a cabeça e vi meu homem, Travis. Olhei para ele e percebi que preciso ter filhos com ele. Preciso me manter viva", disse.

Ronda prepara agora seu retorno ao octógono. E mostra-se uma vencedora ao abordar um assunto tão delicado e considerada um enorme tabu: a saúde mental.

LEIA TAMBÉM:

- Ela voltou! Três meses após derrota histórica, Ronda Rousey volta aos treinos

- Ronda quebra o silêncio após derrota e diz que nocaute a deixou 'triste para c*aralho'

- Ronda Rousey: 'Meu corpo tem um propósito. Não é apenas para ser olhado'

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: