NOTÍCIAS
12/02/2016 15:48 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:31 -02

Acidentes graves nas estradas federais caem pela metade no Carnaval 2016

Anderson Oliveira/ Blog do Anderson

O balanço da Policia Rodoviária Federal (PRF) revela que, em 2016, o motorista começou o ano mais prudente.

Como resultado da Operação Carnaval 2016, as taxas de acidentes graves nas rodovias durante os dias de festa diminuíram 58% em relação ao mesmo período no ano passado.

De acordo com a PRF o número de acidentes em 2015 foi de 2.824, já esse ano foram 1.704. Os acidentes graves, aqueles com pelo menos uma vítima gravemente ferida ou morte, caíram de 413 para 185. Já o número de mortes foi de 116 para 106.

Este resultado é favorável em todos os índices analisados pela operação da PRF, que contou com um teste do bafômetro a cada 7 minutos realizados entre a sexta-feira de carnaval (5) e a quarta-feira de cinzas (10) nas principais vias.

Ao anunciar o balanço, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, classificou o resultado como "espetacular" e afirmou que a redução dos acidentes demonstra que as polícias federais não estão sucateadas.

"Isso acontece porque o ministério trata as polícias como prioridade, dentro do orçamento, e porque melhoramos a gestão. O resultado da PF, por exemplo, foi a elevação do número de operações. A PRF não está sucateada e o resultado está aqui. Sucateamento não tem relação com orçamento, mas com gestão", ressaltou o ministro em entrevista coletiva nesta sexta-feira (12).

Os agentes prenderam 162 condutores que falharam no teste do bafômetro e outros 1.347 foram afastados da direção devido ao nível arriscado de embriaguez.

A penalidade para quem foi pego é uma multa de R$1.915,40 e suspensão do direito de dirigir. Já para quem foi preso, a pena de detenção dura de seis meses a três anos.

Foram feitos mais de 432 mil procedimentos de fiscalização nas estradas, nos quais a PRF flagrou 7.582 motoristas ultrapassando em locais proibidos e outros 92 mil desrespeitando os limites de velocidade.

Para a polícia, o excesso de velocidade ainda continua sendo o maior inimigo e a principal causa dos acidentes. Buscando mudar este quadro, ocorreram ações de educação e conscientização no trânsito durante o Carnaval e mais de 74 mil foliões foram convidados a participar das brincadeiras educativas.

LEIA MAIS:

- Mais de mil são multados por fazer xixi na rua no Rio

- STJ solta homem preso há 5 meses em São Paulo por furto de creme de cabelo de R$ 7,95

- Haddad: Carnaval de rua de São Paulo 'tudo para ser o maior e melhor' do País

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: