ENTRETENIMENTO
05/02/2016 15:53 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02

8 dicas para não cair em roubadas no Carnaval de Recife (e Olinda)

Gabo Morales/STR via Getty Images
RECIFE, BRAZIL - FEBRUARY 13: Revellers play during the Galo da Madrugada, the so-called biggest Carnival parade on earth, during 2010 carnival celebrations on February 13, 2010 in Recife, Brazil. (Photo by Gabriel Affonso Morales/LatinContent/Getty Images)

Malas prontas para o frevo, maracatu e samba? Espere.

Antes de partir para o melhor Carnaval do Brasil, anote as dicas que listamos.

Depois de consultar foliões nascidos em Recife e Olinda, separamos aqui algumas informações preciosas que podem fazer toda a diferença durante seus dias de folia.

Tome nota!

1. Cuidado com o Pau do Índio

O nome é peculiar, mas passa longe do que você pode estar imaginando. Pau do Índio é uma das bebidas típicas do Carnaval de Olinda. Ela é feita à base de cachaça, ervas e especiarias, sendo o principal combustível dos foliões durante os dias de farra. Como toda bebida alcoólica, a ingestão do Pau do Índio tem ser feita com consciência. Passar mal no primeiro dia do Carnaval não está nos seus planos, não é mesmo?

2. Atenção aos becos

Essa é uma dica que serva para quem vai curtir o Carnaval em Recife, Olinda ou em qualquer outra grande cidade festeira do Brasil. O clima é de festa, mas infelizmente há sempre pessoas mal intencionadas por aí. Sempre que puder, esteja acompanhado de amigos e atento aos seus pertences.

3. Programe-se

Durante os dias de folia, o trânsito entre Recife e Olinda fica muito difícil (para não dizer impossível). O transporte público fica lotado e pegar táxi fica bem complicado. Dirigir? Nem pensar. Por isso, é altamente recomendável que você se organize com os horários e locais dos blocos que pretende ver e saia de casa com antecedência.

4. Spray de espuma NÃO

Desde 2007, está proibido por Lei municipal a venda e o uso de espuma em spray e serpentina artificial em Recife. Há fiscalização da Vigilância Sanitária pela região e o folião que for pego com um desses itens está sujeito a uma multa. Vale esclarecer que serpentina artificial é aquela latinha que, quando acionada, dispara serpentinas e papéis picados.

5. Tenha paciência

Uma foto publicada por @rossanachanazia em

Para curtir o Carnaval de Recife e Olinda o folião tem que ter disposição. E disposição neste caso está diretamente ligada à paciência. No mar de gente é impossível não se deparar com tumultos aqui e ali, alguma demora na saída de um bloco acolá e alguns pisões no pé. Sendo assim, pegue seu tênis mais confortável, respire fundo e vá para a rua com disposição.

6. Siga o fluxo

Nunca, nunca mesmo vá contra o fluxo de um bloco, seja ele grande ou pequeno. Aliás, não vá contra o fluxo nem de uma pequena banda que segue pela rua. Em Recife e Olinda, se diverte bem mais que brinca atrás das bandas e segue o caminho natural dos blocos. Ok?

7. Não dispense a fantasia

Questão de respeito com os anfitriões, não é mesmo? Como em todo lugar em que a folia de Carnaval é antiga, Recife e Olinda tem na rua foliões que levam a sério o quesito fantasia. Então, não seja estraga prazeres. Pegue ao menos uma peruca colorida para aproveitar a farra. ;)

8. Use filtro solar

Horas e horas e mais horas debaixo do sol do nordeste. Precisa dizer mais alguma coisa?

LEIA MAIS:

11 motivos pelos quais o Carnaval de Salvador é o melhor do Brasil

- 14 dicas para não cair em roubadas no Carnaval de Salvador

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: