NOTÍCIAS
22/01/2016 14:30 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02

Internet e redes sociais são 'dom de Deus' se usadas sabiamente, diz papa Francisco

Pacific Press via Getty Images
VATICAN CITY, VATICAN - 2016/01/21: Pope Francis greets pilgrimage operators during an audience with workers of the Catholic Shrines in the Paul VI Hall at the Vatican. Three thousand pilgrimage operators and rectors of shrines gathered in the Paul VI hall to hear Pope Francis speak about the beauty and devotion of those who go on pilgrimages and visit shines, especially in this Jubilee Year of Mercy. (Photo by Giuseppe Ciccia/Pacific Press/LightRocket via Getty Images)

O papa Francisco, que reconheceu ser um desastre quando se trata de tecnologia, disse nesta sexta (22) que a Internet, as redes sociais e as mensagens de texto foram “um dom de Deus” se usados com sabedoria.

“Também emails, SMS, redes sociais, chats podem ser formas de comunicação plenamente humanas”, disse o papa numa mensagem por ocasião do Dia Mundial das Comunicações da Igreja Católica Romana.

“Não é a tecnologia que determina se a comunicação é autêntica ou não, mas o coração do homem e a sua capacidade de fazer bom uso dos meios ao seu dispor”, disse a mensagem.

No ano passado, Francisco, de 79 anos, disse a uma menina pequena que se envergonhava ao admitir que não sabia usar computadores e que era um “desastre” completo com a tecnologia.

O pontífice também disse que os smartphones deveriam ser banidos dos jantares em família, e que as crianças não deveriam ter computadores em seus quartos.

Não se sabe se por divina providência ou coincidência humana, a mensagem de Francisco foi divulgada enquanto ele se reunia com o presidente de uma companhia cuja marca é praticamente sinônimo de tais bens –o presidente-executivo da Apple, Tim Cook.

Em sua mensagem, o papa pareceu assumir um tom mais conciliatório do que no passado em relação à tecnologia moderna, dizendo que “a rede (mundial de computadores) pode ser bem utilizada para fazer crescer uma sociedade sadia e aberta à partilha”.

“As redes sociais são capazes de favorecer as relações e promover o bem da sociedade, mas podem também levar a uma maior polarização e divisão entre as pessoas e os grupos”, acrescentou o texto.

As comunicações modernas são “um dom de Deus, e também uma grande responsabilidade”, disse o pontífice.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS:

Eleições nos EUA
As últimas pesquisas, notícias e análises sobre a disputa presidencial em 2020, pela equipe do HuffPost