NOTÍCIAS
25/12/2015 13:49 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02

Integrante da Bancada da Bala, deputado do PMDB critica Funai por 'manter índios do Brasil na pré-história'

Montagem/Facebook e Estadão Conteúdo

Integrante da ala dissidente do PMDB na Câmara, o deputado federal Osmar Terra (RS) criou polêmica no Twitter nesta semana ao criticar a política indígena no Brasil. O parlamentar, que integra a Bancada da Bala, ponderou que a Funainada mais faz do que ‘manter os índios na pré-história’.

A motivação deste posicionamento foi uma reportagem do jornal Folha de S. Paulo, que apontou os altos números de mortes de bebês em tribos da Amazônia – o chamado infanticídio –, geralmente relacionado a crianças de zero a seis anos que possuam alguma deficiência, ou que sejam fruto de adultério ou estupro.

Há um projeto no Congresso que trata do tema, prevendo criminalizar a prática que é tradição em algumas comunidades indígenas. Neste ano, ele foi aprovado na Câmara e está hoje no Senado. Todavia, o assunto é polêmico e os críticos afirmam que há uma intenção em criminalizar os índios, em um movimento de pôr fim aos povos indígenas no Brasil.

A postagem de Osmar Terra foi alvo de críticas de alguns de seus seguidores. Mas o parlamentar, que tem forte atuação nas áreas de segurança pública, saúde, agronegócio, infância e juventude, e combate às drogas, não retirou o que disse e reafirmou que não se pode aceitar a “aberração do infanticídio”.

Além das opiniões sobre os índios brasileiros, o deputado gaúcho costuma usar as suas redes sociais para tecer opiniões favoráveis ao impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) e criticar boa parte das ações do governo federal.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: