NOTÍCIAS
22/12/2015 17:38 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02

Vereadores de São Paulo aprovam projeto de lei que libera Uber

NELSON ANTOINE/FRAME/ESTADÃO CONTEÚDO

Nesta segunda (21), os vereadores de São Paulo deram um sinal verde para o Uber.

A Câmara Municipal aprovou um projeto de lei do vereador Police Neto (PSD) que regulamenta o compartilhamento de carros.

O PL 421/2015 determina que os motoristas de serviços de compartilhamento de veículos como o Uber devem apresentar atestado de antecedentes criminais.

Além disso, as empresas que intermediam motoristas e clientes precisam ter cadastro na Prefeitura e manter uma lista com informações de motoristas cadastrados.

Agora, o texto precisa passar por uma segunda votação e, depois, ser levado para sanção do prefeito.

Ö objetivo da proposta é reduzir o volume de veículos nas ruas. Hoje, cerca de 90% dos carros de São Paulo trafegam apenas com uma pessoa, o condutor. Isso significa que há, no mínimo, três vagas sobrando em cada automóvel", disse Police Neto em sua página do Facebook.

Pé da Pauta

O projeto foi um dos 106 textos aprovados no último dia de trabalho da Câmara Municipal do ano, quando é votado também o orçamento do ano seguinte.

O vereador Adilson Amadeu (PTB), principal articulador anti-Uber na Câmara, acusou o colega Police Neto de "manobrar" para incluir o texto no chamado "pé de pauta", a lista de projetos aprovados na votação simbólica (quando não há contagem de votos) de ontem. Amadeu registrou seu voto contrário, mas não tentou nenhum tipo de ação para obstruir a votação.