NOTÍCIAS
21/12/2015 17:17 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02

Incêndio de grandes proporções destrói parte do Museu da Língua Portuguesa. Brigadista morre

Reprodução/Facebook/Dan Stulbach

Um incêndio de grandes proporções atingiu o Museu da Língua Portuguesa, na região da Luz, em São Paulo, na tarde desta segunda (21).

O brigadista Ronaldo Pereira, que trabalhava no museu e tentou apagar as chamas, acabou morrendo. Ele chegou a ser socorrido e levado para o Hospital das Clínicas, mas não resistiu.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, 37 viaturas e 97 homens foram encaminhadas ao local para combater as chamas.

Galeria de Fotos Incêndio atinge Museu da Língua Portuguesa em São Paulo Veja Fotos

As instalações do museu, contíguo à Estação da Luz, têm estrutura de madeira e se espalham por três pisos. O museu estava fechado para visitantes nesta segunda.

O incêndio, que começou no primeiro andar, deixou teto do museu quase completamente destruído e o fogo chegou à torre do relógio. O complexo da Estação da Luz é tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

O transporte público na região também foi afetado. As linhas 7-Rubi e 11-Coral da CPTM não seguiam até a Estação da Luz, que ficou fechada.

O museu

Inaugurado em março de 2006, o Museu da Língua Portuguesa surgiu de uma parceria entre o governo do Estado e a Fundação Roberto Marinho e custou R$ 37 milhões. A principal característica é a interatividade.

O museu está abrigado em um prédio histórico, de 1900. A reforma mais recente aconteceu entre 2003 e 2006 e foi parte do projeto do governo paulista de revitalizar a região da Luz.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: