NOTÍCIAS
15/12/2015 17:37 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02

Bom Senso pede investigação da PGR contra ex-presidentes e nova eleição na CBF

O Bom Senso Futebol Clube, movimento criado em 2013 para combater os desmandos na CBF, realizou uma manifestação nesta terça-feira (15) em frente à sede da entidade, na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. A manifestação, que ganhou o nome de #OcupaCBF, conta jogadores, ex-jogadores, técnicos e artistas.

No manifesto lido por Raí, ex-camisa 10 do São Paulo e da seleção brasileira, o grupo liderado pelos atletas pede que a Procuradoria-Geral da República (PGR) investigue os três últimos presidentes da CBF - Ricardo Teixeira, José Maria Marin e Marco Polo Del Nero - e que sejam convocadas novas eleições para a presidência da entidade.

Alex, ex-jogador do Palmeiras, Flamengo e seleção brasileira, pediu a colaboração dos torcedores. "Este é um manifesto público. É um apelo da sociedade sobre os absurdos que nós temos visto".

O técnico Paulo Autuori seguiu na mesma linha, pedindo maior participação nas decisões da CBF. “O mais importante é o protagonismo dos jogadores e torcedores, eles que fazem o futebol ser apaixonante. É preciso haver mudanças”.

O secretário-geral da CBF, Walter Feldman, disse à ESPN que o Bom Senso não está disposto a dialogar. "É uma manifestação dentro do sistema democrático. Se formos convidados a falar, poderemos falar e explicar tudo o que está acontecendo. Eu já participei de tantas (manifestações), não posso achar ruim".

Entre os signatários do documento estão o compositor Chico Buarque, o apresentador Jô Soares, os apresentadores Faustão e Luciano Huck, e o empresário Abílio Diniz.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: