ENTRETENIMENTO
11/12/2015 17:36 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:40 -02

Casamentos, namoros, idas e voltas... Os 5 melhores filmes sobre a tradicional DR

Antes de discutir o relacionamento, assista essas a obras-primas. Pode confiar.

1- Noivo Neurótico, Noiva Nervosa (Annie Hall)

Com direção e atuação de Woody Allen, o filme de 1977 é um marco na carreira do cineasta: ele deixa deixa de ser um comediante de stand-up que fazia filmes do tipo pastelão (Bananas, O Dorminhoco), para se consolidar como diretor de cinema. O grande mérito de Allen na produção, que inclusive rendeu-lhe um Oscar, foi transformar em imagens o fluxo de consciência das personagens. Em uma cena, por exemplo, enquanto o casal Alvy (Allen) e Annie (Diane Keaton) faz sexo, a moça sai de seu próprio corpo, e fica olhando de fora a si própria com o namorado.

Onde ver: DVD, iTunes

2- Harry e Sally: Feitos um para o Outro (When Harry Met Sally)

Você com certeza conhece essa cena que entrou para a história das comédias românticas: Sally (Meg Ryan) e Harry (Billy Crystal) estão em um restaurante nova-iorquino discutindo sobre sexo. Ele afirma que nunca nenhuma mulher fingiu ter um orgasmo com ele. Ela diz que é impossível ele saber disso, e, para provar, simula um orgasmo no meio do restaurante. Mexe o cabelo, contorce o pescoço e começa gemer cada vez mais alto. Quando termina, uma senhora sentada na mesa ao lado diz para o garçom: "Eu quero a mesma coisa que ela pediu". O filme, de 1989, é uma versão moderna da estrutura clássica das comédias românticas: um casal que de início se odeia, e, aos poucos, vai se apaixonando.

3- Aconteceu Naquela Noite (It Happened One Night)

O apogeu do Screwball Comedy -subgênero da comédia americana que faz o estilo guerra dos sexos- aconteceu nos anos 30, com filmes como Aconteceu Naquela Noite, lançado em 1934. A produção foi tão acertada que foi uma das únicas da história a ganhar os cinco principais prêmios do Oscar: melhor filme, diretor, roteiro, ator e atriz. O enredo gira em torno de Peter (Clark Gable), um jornalista que vê a chance de escrever a matéria de sua vida quando encontra a filha de um milionário, Ellie Andrews (Claudette Colbert), que fugiu de casa porque o pai não aceita o homem com quem ela quer se casar. O resto da história já dá para imaginar.

Onde ver: DVD, iTunes, Netflix

4- Brilho Eterno de uma Mente Sem Lembranças (Eternal Sunshine of the Spotless Mind)

Joel (Jim Carrey), sofrendo de uma depressão pós-fim de relacionamento, descobre que sua ex-namorada, Clementine (Kate Winslet), contratou uma clínica futurista para apagar de sua mente todas as lembranças que ela tinha dele. Joel decide que também quer passar pelo procedimento, mas se arrepende no meio da operação. Assim, sua mente tenta salvar o que resta de suas lembranças românticas. A trama de 2004, escrita por Charlie Kaufman, mostra bem o estilo do roteirista: um pé na psicologia e outro no surrealismo.

Onde ver: DVD

5- Procura-se Amy (Chasing Amy)

Aqui, dá para ver que estar apaixonado nem sempre é um mar de flores, como mostram muitos filmes hollywoodianos: por isso mesmo, a produção independente é convicente à beça. O desenhista Holden (Ben Affleck), se apaixona pela bela artista Alyssa (Joey Lauren Adams). Até aí tudo bem, mas o problema mesmo começa quando ele descobre que a moça é lésbica e, além disso, tem que suportar os ciúmes do amigo Banky (Jason Lee). De 1997, o filme mostra que amor é dor. Sem pieguice.

Onde ver: DVD

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: