NOTÍCIAS
09/12/2015 15:46 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:40 -02

Revista Time elege chanceler alemã Angela Merkel a 'Personalidade do Ano'

ASSOCIATED PRESS
German Chancellor Angela Merkel arrives for German government's weekly cabinet meeting in Berlin, Wednesday, Dec. 9, 2015. (AP Photo/Markus Schreiber)

A revista norte-americana Time elegeu a chanceler alemã, Angela Merkel, como "Personalidade do Ano" de 2015 nesta quarta-feira (9), ressaltando sua resistência e liderança diante da crise de refugiados da Síria e dos problemas deste ano na União Europeia em função do euro.

Em um comunicado explicando a escolha da publicação, a editora-chefe Nancy Gibbs disse que, apesar da crise na região, que deu "motivo para se questionar se a Europa pode continuar a existir", Merkel, de 61 anos, emergiu como uma "figura indispensável".

"Por pedir mais de seu país do que a maioria dos políticos ousaria, por se manter firme contra a tirania, assim como mostrar iniciativa e oferecer uma liderança moral inabalável em um mundo carente desta, Angela Merkel é a Personalidade do Ano da Time", escreveu Nancy.

Em reação à notícia, o porta-voz de Merkel, Steffen Seibert, afirmou em entrevista coletiva: "Tenho certeza de que a chanceler irá comemorar isto como um incentivo ao seu trabalho".

Eleita em 2005, Merkel já foi considerada a política mais poderosa do planeta e é a primeira mulher a liderar a Alemanha.

A Time enfatizou sua liderança este ano na resposta do Ocidente ao "roubo sorrateiro da Ucrânia" levado a cabo pelo presidente russo, Vladimir Putin, e por acolher refugiados em seu país apesar "do reflexo de se fechar portas, erguer muros e não confiar em ninguém".

Merkel ficou no topo de uma lista de finalistas que incluiu Donald Trump, o pré-candidato presidencial republicano mais bem colocado nas pesquisas, que ficou em terceiro lugar, e o líder do Estado Islâmico, Abu Bakr al-Baghdadi, que ficou na segunda colocação.

A chanceler é a primeira mulher a receber a homenagem da Time individualmente em 29 anos e a quarta mulher desde 1927. Antes dela, Wallis Warfield Simpson, Elizabeth II e Corazon Aquino foram eleitas pela publicação.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: