NOTÍCIAS
08/12/2015 19:23 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:40 -02

Delcídio Amaral acerta delação premiada na Operação Lava Jato

A defesa do senador Delcídio Amaral confirmou nesta terça-feira (8) que contratou o advogado penalista Antonio Augusto Figueredo Basto. Ontem, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciou criminalmente o senador petista. O Supremo Tribunal Federal (STF) autorizou abertura de outros dois inquéritos contra o ex-líder do governo.

Delcídio foi preso há duas semanas suspeito de tentar barrar as investigações da Operação Lava Jato. As revelações dadas na delação podem agravar ainda mais a crise política do governo Dilma.

Delcídio foi citado na delação do lobista Fernando Baiano, apontado pela Lava Jato como operador de propinas no esquema de corrupção instalado na Petrobras entre 2004 e 2014. Fernando Baiano disse que o senador teria recebido US$ 1,5 milhão em espécie na operação de compra da Refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos.

Em conversa gravada por Bernardo Cerveró, filho do ex-diretor da Petrobrás Nestor Cerveró (Internacional), o senador foi flagrado discutindo um plano para obstruir a Lava Jato. Segundo a PF, Delcídio e o banqueiro André Esteves, do BTG Pactual, iriam financiar a fuga de Cerveró, preso desde janeiro na Lava Jato.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: