VIRAL
07/12/2015 20:57 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:40 -02

#SeráQueÉRacismo? Hashtag denuncia a discriminação racial no cotidiano

Já tem um tempo que as redes sociais estão sendo utilizadas como meios de denúncia para os mais diversos tipos de violência e causas. Exemplo disso foram as hashtags #meuprimeiroassédio e #meuamigosecreto, ambas mostrando situações de machismo. Mas desde sábado (5) uma nova hashtag de denúncia tem ganhado espaço nas redes sociais: #seráqueéracismo. E, por incrível que pareça, pouca gente sabe do que se trata...

... ou não entende por que a hashtag não tem tanta repercussão:

Fico pensando no q é necessário pra #SeráQueéRacismo bombar que nem #MeuAmigoSecreto e chego a conclusão de que não vai...

Posted by Naiara Lira on Domingo, 6 de dezembro de 2015

Para quem não lembra, tanto a atriz Taís Araújo quanto a jornalista Maju Coutinho sofreram ataques racistas em suas páginas oficiais no Facebook. A mais recente famosa alvo do preconceito foi a atriz Sheron Menezzes, que já se pronunciou sobre a situação.

Mas, assim como falou Naiara Lira em sua publicação, não devemos ser seletivos com quem sofre o racismo. Assim como o machismo, as vítimas de preconceito racial sofrem psicologicamente e fisicamente todos os dias. E a #seráqueéracismo veio para mostrar isso:

Apesar da maioria das publicações serem feitas por mulheres, a hashtag busca denunciar o racismo sofrido por ambos os sexos.

Se apenas esses tweets ainda não respondem por que o dia da consciência negra é tão importante, acompanhe todas as denúncias de racismo relatados pela hashtag e perceba que no Brasil ainda tem muito preconceito e isso precisa ser discutido amplamente.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: