COMPORTAMENTO
04/12/2015 22:37 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:38 -02

Usuários de maconha medicinal têm menos chances de desenvolver obesidade, aponta estudo

Pesquisadores da Universidade de Cornell, em Nova York, e da San Diego State University, na Califórnia, têm informações bastante inovadoras para passar com o estudo "O Efeito de leis de maconha medicinal no peso corporal", publicado recentemente.

Após examinar dados coletados durante 12 anos pelo Centers for Disease Control and Prevention, o estudo apontou que a regulamentação da maconha medicinal tem efeitos positivos na perda de peso corporal e para o bem-estar físico e os exercícios.

De acordo com o estudo, a regulamentação da maconha medicinal está associada com o declínio de 2% a 6% na probabilidade de obesidade dos pacientes. As estimativas dos pesquisadores sugerem ainda que a maconha medicinal podem reduzir de US$ 58 a US$ 115 os custos médicos relacionados com obesidade por pessoa.

Para aqueles com 35 anos ou mais, os autores afirmam que a aprovação é associada com um aumento no bem-estar físico e à preocupação com a saúde.

E, bem, este não é o primeiro estudo que conclui que o consumo de cannabis está associado com quedas nos índice de massa corporal e obesidade. Dúvida? Então dê uma checada aqui e aqui.