NOTÍCIAS
04/12/2015 11:14 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:38 -02

Alemanha aprova missão na Síria contra o Estado Islâmico; Grupo divulga novo vídeo

Reprodução/Heavy

O Estado Islâmico divulgou, na noite de quinta-feira (3), um vídeo em que crianças aparecem assassinando seis supostos simpatizantes do regime de Bashar Assad.

Com 14 minutos de duração, o vídeo mostra o treinamento dos chamados "filhotes do califado". Os jovens aparecem ao ar livre, em frente a mesas, escutando um jihadista falar.

"O rebelde afirma que cinco meninos ganharam uma competição "para estabelecer os limites de Deus aos apóstatas que estão envolvidos com a anulação do islã". O jihadista ainda diz que os "filhotes do califado" serão ambiciosos e não só "vão liberar" a Síria, o Iraque e a Arábia Saudita, "mas também vão elevar a bandeira do profeta acima da Casa Branca na América e no coração de Tel Aviv"", afirma reportagem da revista Veja.

Em seguida, as crianças matam vários homens a tiros. Um deles é decapitado por um menino.

Ataques

O Parlamento da Alemanha aprovou a missão de fornecer assistência militar na campanha contra o grupo, incluindo jatos de reconhecimento e cerca de 1.200 militares para suporte de pessoal.

Os políticos realizaram uma votação nesta sexta-feira (4), com 445 votos a favor e 146 contra, e aprovaram o plano elaborado pelo gabinete da chanceler Angela Merkel, após o país ter se comprometido a dar mais suporte à campanha devido aos ataques terroristas em Paris.

A Alemanha pretende enviar até seis jatos de reconhecimento Tornado e aviões-tanque, assim como um navio para ajudar a proteger o porta-aviões francês Charles de Gaulle no leste do Mediterrâneo. Entretanto, o país não se envolverá ativamente nos combates.

As forças da Alemanha estarão armadas e autorizadas a se defenderem, caso atacadas, mas os pilotos não conduzirão ataques aéreos na Síria.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: