NOTÍCIAS
03/12/2015 19:02 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:38 -02

Lula diz que impeachment é 'insanidade' de Cunha e que interesses do País devem prevalecer sobre 'vingança'

RIO DE JANEIRO (Reuters) - O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva classificou nesta quinta-feira de "insanidade" a decisão do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), de aceitar

JUAN MABROMATA via Getty Images
Brazilian former President (2003-2011) Luiz Inacio Lula da Silva delivers a speech in Buenos Aires outskirts on September 9, 2015, during a ceremony to inaugurate a health center based on a Brazilian model. Lula da Silva said Sunday he supports Buenos Aires governor and Argentine presidential candidate for the ruling Front For Victory (FPV) party Daniel Scioli for the upcoming October 25 general elections in Argentina. AFP PHOTO / JUAN MABROMATA (Photo credit should read JUAN MABROMATA/AFP/Getty Images)

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva classificou nesta quinta-feira (3) de "insanidade" a decisão do presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), de aceitar pedido de abertura de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff.

Após se reunir com o governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (PMDB), Lula disse que Cunha não deveria colocar um problema pessoal acima dos interesses do País. O ex-presidente usou a palavra "vingança".

Ele afirmou que integrantes da oposição viram na decisão do presidente da Câmara a chance de realizar um "terceiro turno" da eleição presidencial do ano passado.

Mais no HuffPost Brasil:

Galeria de Fotos Momentos históricos da vida de Lula Veja Fotos

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: