NOTÍCIAS
01/12/2015 18:09 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:35 -02

Prefeitura de Salvador desmente boato sobre a proibição da salada no acarajé

Acarajé is an Afro-Brazilian dish, it is a regional food from the state of Bahia, where it is sold by street vendors. It is made from peeled black-eyed beans formed into a ball and then deep-fried in dende (palm oil). When it is served the fried ball is split in half, and stuffed with vatapá, a yellow paste made from shrimp, peanuts, coriander, ground cashews, and palm oil, other ingredients as hot peppers and green tomatoes are also added.
TinaFields via Getty Images
Acarajé is an Afro-Brazilian dish, it is a regional food from the state of Bahia, where it is sold by street vendors. It is made from peeled black-eyed beans formed into a ball and then deep-fried in dende (palm oil). When it is served the fried ball is split in half, and stuffed with vatapá, a yellow paste made from shrimp, peanuts, coriander, ground cashews, and palm oil, other ingredients as hot peppers and green tomatoes are also added.

Os baianos e os demais amantes do famoso acarajé sofreram um susto nesta terça-feira (1). Com o regulamentação da profissão de baianas de acarajé de Salvador, Decreto Municipal assinado hoje pelo prefeito de Salvador ACM Neto, rolou um boato de que o vinagrete seria banido da iguaria a partir de amanhã (2).

Segundo o site Bahia Notícias, o vinagrete teria sido proibido pela Vigilância Sanitária e que, a partir de amanhã, a vigilância iria inspecionar os acarajés em Salvador.

Isto porque 50% dos problemas apontados pela vigilância estavam relacionados à conservação da salada nos tabuleiros das baianas, ou o tratamento incorreto dos tomates, segundo informou a presidente da Associação das Baianas de Acarajé (Abam), Rita Santos, ao site Bahia.ba.

Isto, é claro, revoltou muitos consumidores, que se mostraram inconformados com a tal exigência do Decreto:

Meu acarajé é completo e baiano! Vem umas praga de fora, carioca querendo embargar o negoço e a prefeitura ainda deixa?...

Posted by Axé Barril on Tuesday, 1 December 2015


Tamanha foi a comoção nas redes sociais, que a Prefeitura de Salvador decidiu se pronunciar através de sua página no Facebook. Ela desmentiu o boato e afirmou: "o decreto assinado hoje, que regulamenta o trabalho das baianas de acarajé e de mingau na cidade, não proíbe a comercialização da salada no tabuleiro das baianas."

Pode relaxar aí porque #VaiTerSaladaSim! O decreto assinado hoje, que regulamenta o trabalho das baianas de acarajé e...

Posted by Prefeitura de Salvador on Tuesday, 1 December 2015


Pelas redes sociais, os consumidores se mostraram aliviados.

O Decreto Municial prevê mudanças na cobrança do imposto pago à prefeitura. A partir de agora, o valor da taxa será calculado com base no tamanho do tabuleiro. Antes, todas as baianas pagavam o mesmo valor. As vestimentas também foram regulamentadas.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: