MULHERES
17/11/2015 20:20 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:32 -02

Ilana Bar fotografou vítimas de violência sexual pelo Brasil

Recentemente, a fotógrafa brasileira Ilana Bar resolveu abrir seus arquivos e compartilhar a série de retratos HV (sigla para "histórias de vida"), produzida originalmente no ano de 2012 para a instituição paulistana Museu da Pessoa. O projeto traz retratos de mulheres e homens que foram vítimas de violência sexual durante a infância.

Para não revelar a identidade das vítimas, Ilana utilizou uma técnica que ocultasse seus rostos. "Pedi para que cada retratado segurasse o flash na altura do rosto. Assim, eu controlava o disparo do flash e a potência da luz por um recurso da câmera", explica a fotógrafa.

O roteiro de viagem foi pesado, passando pelas cidades de João Pessoa (Paraíba), Belém (Pará), Porto Alegre (Rio Grande do Sul), São Luís (Maranhão) e Foz do Iguaçu (Paraná). Ilana era acompanhada pela historiadora Fernanda Prado, que conduzia as entrevistas.

Muitas vezes, quem havia sofrido algum tipo de violência sexual durante a juventude custava a tocar no assunto. "Eles contavam situações difíceis da vida. Diziam que chegaram a viver na rua, a trabalhar cedo, mas não citavam a violência sexual. É um assunto muito delicado que traumatiza qualquer um. Não é fácil falar sobre isso", detalha.

[Continue lendo]

LEIA MAIS:

- A garota filmada num ménage no Canadá está aqui para lembrar que as mulheres podem fazer o que quiserem

- Nova plataforma de financiamento coletivo ajuda vítimas de tráfico humano a voltarem para casa

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS:

Eleições nos EUA
As últimas pesquisas, notícias e análises sobre a disputa presidencial em 2020, pela equipe do HuffPost