MUNDO
13/11/2015 21:34 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:31 -02

Terror em Paris: Hollande declara estado de emergência. Obama fala em ataque contra humanidade

hollande

O presidente da França, François Hollande, disse, após a série de ataques que deixou dezenas de mortos e reféns em Paris, que as ações desta noite são “sem precedentes”. A França declarou estado de emergência e a circulação de pessoas foi interditada.

"Face ao terror, a França deve ser forte e grande", afirmou Hollande. "Frente ao pavor há uma nação que sabe se defender e que mais uma vez vai vencer os terroristas", disse o presidente.“Vamos mobilizar toda a força possível para neutralizar a atuação dos terroristas e garantir a segurança”.

Quem falou também sobre os ataques foi o presidente americano Barack Obama. Em pronunciamento,ele classificou a situação como “ultrajante” e prometeu ajuda aos franceses.

"Aqueles que acham que podem aterrorizar o povo da França e os valores que eles representam estão errados", afirmou Obama, dizendo que os EUA estão prontos para ajudar a França a "responder" ao ocorrido.

“Não quero especular no momento quem é o responsável até que sejamos informados pelas autoridades francesas que a situação está sob controle”. Obama disse ainda que o que aconteceu foi "um ataque contra toda a humanidade".

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, por sua vez, se disse chocado com os ataques. "Estou chocado com os eventos em Paris nesta noite. Nossos pensamentos e orações estão com o povo francês. Faremos todo o necessário para ajudar", disse o premiê.

A presidente Dilma Rousseff se pronunciou via Twitter:

O secretário-geral da ONU, Ban-Ki-moon, condenou aquilo que chamou de "desprezíveis ataques terroristas". "O secretário-geral oferece suas mais profundas condolências às famílias das vítimas e deseja a rápida recuperação dos feridos."

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: