NOTÍCIAS
13/11/2015 22:59 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:31 -02

Pelo menos dois brasileiros ficam feridos em ataques em Paris, diz Itamaraty

MIGUEL MEDINA via Getty Images
Rescuers evacuate an injured person on Boulevard des Filles du Calvaire, close to the Bataclan concert hall in central Paris, early on November 14, 2015. A number of people were killed in an 'unprecedented' series of bombings and shootings across Paris and at the Stade de France stadium on November 13, and the death toll looked likely to rise as sources said dozens had been killed at the Bataclan popular music venue. AFP PHOTO / MIGUEL MEDINA (Photo credit should read MIGUEL MEDINA/AFP/Getty Images)

O Itamaraty confirmou, nesta sexta-feira (13), pelo menos dois brasileiros entre os feridos por causa dos ataques terroristas ocorridos em Paris.

Segundo informações da BBC, a cônsul-geral do Brasil na França, Maria Edileuza Fontenele Reis, afirmou que os dois estavam no restaurante Le Petit Cambodge, um dos locais que foi palco de tiroteios.

Um dos feridos é arquiteto e estava na cidade para eventos profissionais, ainda de acordo com a BBC. Ele levou três tiros nas costas e passa por cirurgia. A outra vítima, uma estudante que jantava no mesmo local, foi atingida de raspão. À GloboNews, ela contou que a jovem está fora de risco.

Pelo menos 153 pessoas morreram após uma série de ataques coordenados em Paris nesta sexta-feira. Os ataques aconteceram por volta das 21h (horário local). Entre as vítimas, pelo menos 118 estavam no teatro Bataclan. Também foi alvo de ataque um restaurante - onde estavam os brasileiros -

De acordo com testemunhos publicados em redes sociais, pelo menos dois homens que atacaram o local jogaram explosivos nas vítimas. No momento, o presidente da França, François Hollande se dirige ao Bataclan.

A operação de resgate dos reféns já foi concluída, de acordo com autoridades parisienses. Pelo menos três atiradores foram mortos.

O Ministério das Relações Exteriores afirmou que acompanha de perto a situação, e disponibilizou um número de telefone para emergências: +33 6 80 12 32 34.

O Governo brasileiro manifesta sua profunda consternação pela série de bárbaros atentados ocorridos na noite desta...

Posted by Ministério das Relações Exteriores on Viernes, 13 de noviembre de 2015

Fronteiras

Hollande declarou estado de emergência em todo o país e anunciou o fechamento das fronteiras.

"É um horror", afirmou Hollande em uma breve declaração em rede nacional, acrescentando que uma reunião de gabinete foi convocada.

"O estado de emergência será declarado", disse Hollande. "A segunda medida será o fechamento das fronteiras nacionais", acrescentou.

“Ninguém poderá entrar para cometer qualquer ato contra a França”, disse Hollande. O objetivo, explicou, é também impedir que os autores dos crimes saiam do território. “É uma provação terrível que nos acomete. Sabemos de onde vêm, quem são esses terroristas, esses criminosos.”

Hollande afirmou ainda que pediu reforço militar na área de Paris para garantir que nenhum ataque seja realizado novamente. Cerca de 1.500 soldados foram deslocados, de acordo com a agência AFP.

(Com informações das agências de notícias)

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: