MUNDO
12/11/2015 19:30 -02 | Atualizado 26/01/2017 22:24 -02

Colômbia quer legalizar o cultivo e a produção da maconha para fins medicinais

Tradicional aliado do governo americano na chamada guerra às drogas, a Colômbia parece começar a mudar. O país mundialmente conhecido pelo enorme poder do narcotráfico planeja legalizar o cultivo e a comercialização da maconha para fins medicinais. A informação foi dada pelo ministro da Justiça do país, Yesid Reyes, nesta quinta-feira (12).

O plantio, produção ou comercialização para uso recreativopermanece ilegal. No entanto, a Justiça colombiana descriminalizou recentemente a posse de pequenas quantidades da droga para uso pessoal.

De acordo com informações do El País, a legalização da chamada maconha medicinal abre oportunidades comerciais importantes para o país. Dados do governo apontam para a entrada de US$ 2 bilhões (US$ 7,5 bilhões) anuais com a comercialização de cremes, óleos e pomadas à base de maconha. Isso, nos próximos cinco anos.

Na América Latina, México e Uruguai se apresentam, até o momento, como os países mais progressistas quanto à produção e comercialização da droga.

No Brasil, a 16ª Vara de Justiça Federal do DF deu um passo positivo na liberação do THC, princípio ativo da maconha. Na terça-feira (10), a corte deu o prazo de 10 dias para a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) tornar a substância passível de receita médica.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: