NOTÍCIAS
22/10/2015 17:55 -02 | Atualizado 27/01/2017 00:31 -02

O seu corpo agradece! 6 motivos para começar a jogar tênis agora mesmo

Comecei a jogar tênis já adulta, há cerca de cinco anos. Eu e minha irmã contratamos um professor e jogávamos apenas uma hora, uma vez por semana. Achei que seria um fiasco, porque é difícil aprender algo do zero quando se está perto dos 30. Surpresa. Com a assessoria de um bom profissional, em algumas semanas já conseguíamos bater bola bonitinho. Em poucos meses já fazíamos o top spin, uma espécie de efeito que se dá na bolinha, com propriedade. Em menos de um ano, desafiávamos duplas masculinas desconhecidas no parque – e até vencíamos.

Tênis é um esporte que proporciona ao praticante uma série de benefícios: coordenação, resistência, explosão, força muscular, melhora do condicionamento físico e do reflexo. Mas não é só. Jogando tênis, você conhece gente – e muitas vezes é gente influente. Vários negócios começam a ser feitos na quadra. Vi um sujeito receber uma oferta de emprego, depois de um treino, na empresa do parceiro de raquete. E também vi um outro cara, dono de uma empresa de delivery de comida pela internet, arrumar um sócio para seu negócio ali do meu lado, sentado no banco de madeira do ginásio onde treinávamos.

Conversamos com o ex-tenista profissional Ricardo Acioly, e com os atletas brasileiros Thomaz Bellucci e João Olavo Souza, o Feijão, que listaram para você seis motivos que tornam o esporte tão bacana.

1. Você pode começar com qualquer idade

Mesmo que você nunca tenha jogado nenhum esporte com raquete, é possível iniciar-se no tênis hoje. “A única exigência é ter aptidão física para algum esporte”, afirma Ricardo Acioly. “Com técnicas adequadas, é possível ensinar um esporte básico para qualquer pessoa. Há bolas de tênis diferentes e raquetes para várias necessidades. E um bom professor consegue fazer o aluno evoluir rapidamente.”

2. Você só precisa de mais uma pessoa

“Em esportes como o futebol, é necessário juntar algumas pessoas para praticar. Para jogar tênis só é preciso mais uma”, afirma Acioly. Se você é novato e não conhece ninguém que jogue, existe o aplicativo VS Tennis. Espécie de Tinder para tenistas, ele localiza, por meio do GPS, pessoas que estão perto de você (em qualquer lugar do mundo) que praticam tênis. Você pode desafiá-las para uma partida real, criar pontuação e montar ranking. É gratuito.

3. Seu círculo de amizades vai ampliar

Um dos maiores benefícios quando começamos a praticar um esporte é que fazemos amizades. Seus parceiros de treino e jogo podem ter profissões e vidas distintas, mas um interesse – o tênis – vocês têm em comum. Aproveite isso para fortalecer os laços: marque partidas em parques ou quadras diferentes e, depois, estiquem para tomar um açaí (ou até uma cerveja para refrescar, né?). Tem ainda outra vantagem. “Muita mulher bonita pratica tênis. Mas, como eu namoro, não posso me aprofundar no assunto”, brinca Thomaz Bellucci.

4. Seu chefe joga – e o chefe dele também

“Qualquer um pode jogar com outra pessoa: tenistas bons disputam com quem não joga tão bem e isso torna o esporte atraente”, diz Bellucci. “Além disso, no tênis, é possível conversar nos intervalos dos pontos ou games. Então, entre um ponto e outro, o assunto pode render e os negócios acontecerem.” Chamar o chefe para uma partida num fim de semana pode fazê-lo olhar para você com outros olhos, em um ambiente mais descontraído. Só não vale deixá-lo ganhar todas para puxar o saco.

5. Seu corpo fica forte e ágil

“O principal benefício do esporte é a melhora da sáude de quem pratica sempre”, diz Bellucci. Jogar tênis com certa regularidade melhora seu condicionamento físico e sua capacidade cardiorrespiratória. Além disso, seus músculos ficam mais fortes, especialmente os dos braços, ombros e pernas. E você ainda perde peso: é possível queimar até 500 calorias a cada hora de jogo ou treino.

6. Você melhora no trabalho

Tênis diminui a ansiedade e o estresse. E trabalha a competitividade e aumenta muito sua concentração. “O jogo é uma briga tática. Você tem que pensar, ter estratégia. Isso o ajuda em outros aspectos da vida, como no trabalho”, diz Acioly.

“O esporte exige 110% de sua capacidade mental”, afirma João Olavo Souza, o Feijão. “Temos que estar alertas e concentrados praticamente o dia inteiro. Basicamente, tudo depende de nosso estado mental.”

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: