NOTÍCIAS
30/09/2015 21:36 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02

Dilma quer Rossetto, mas movimentos sociais querem mulher no Ministério da Cidadania

Montagem/Estadão Conteúdo

A presidente Dilma Rousseffenfrenta mais um desafio para concluir a reforma ministerial. Além da pressão dos partidos aliados, o próprio PT e os movimentos sociais não estão satisfeitos com as escolhas dela. Eles querem uma ministra mulher no comando do Ministério da Cidadania.

Há uma cobrança intensa pela representatividade feminina na Esplanada. A nova pasta aglutinará as secretarias da Mulher, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos. Duas delas, a da Mulher e a da Igualdade Racial são comandadas por mulheres, pelas ministras Eleonora Meniccuci e Nilma Lino Gomes. Ambas consideradas técnicas e com bom trânsito entre os movimento sociais.

A preferência da presidente, porém, é pelo atual ministro da Secretaria Geral, Miguel Rossetto. Ele teve um papel fundamental na campanha de reeleição da presidente Dilma e tem um forte apelo entre a militância petista gaúcha.

Petistas e integrantes de movimentos sociais já reclamavam antes mesmo da fusão das pastas ser noticiada. O medo era que a redução no número de ministérios cortasse justamente essas pastas que são bandeiras históricas do partido. O temor é que as pastas sejam desidratadas e percam sua função.

O anúncio oficial do novo desenho da Esplanada deve ser anunciado na sexta-feira (2).

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: