NOTÍCIAS
29/09/2015 20:03 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02

Com frieza, Dilma demite ministro da Saúde por telefone

Montagem/Estadão Conteúdo

Por telefone, a presidente Dilma Rousseff demitiu o ministro da Saúde, Arthur Chioro. De acordo com a Folha de S.Paulo, a presidente informou ao ministro, em uma conversa fria, que ele fica no cargo até quinta-feira (1º), quando a reforma administrativa deve ser anunciada.

Segundo a reportagem, a presidente ficou irritada com o ministro. Ele tem dado declarações polêmicas à imprensa, disse que seu cargo foi rifado e a há a suspeita de que ele teria se aliado a médicos sanitaristas e profissionais de saúde para que fizessem pressão para que ele permanecesse no cargo.

A demissão de Chioro remete a do então ministro da Educação Cristovam Buarque. Em 2004, ele também foi desligado do governo em uma ligação do então presidente Lula.

Despedida

Chioro já vinha fazendo reuniões com a equipe para se despedir.

O mais cotado para suceder o ministro é o deputado Manuel Júnior (PMDB-PB). Com a nomeação do peemedebista, indicado pela bancada da Câmara para o posto, a presidente espera conter parte da rebeldia do partido.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: