NOTÍCIAS
28/09/2015 10:52 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02

Movimento Brasil Livre leva boneco inflável 'Raddard' para a Avenida Paulista

J. DURAN MACHFEE/ESTADÃO CONTEÚDO

Embalados pela repercussão dos bonecos inflados gigantes representando o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a presidente Dilma Rousseff (PT) nas últimas manifestações contra o PT e o governo, o Movimento Brasil Livre (MBL) levou neste domingo (27) para a Avenida Paulista o boneco "Raddard".

Com 15 metros, o artefato mostra o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, trajando uma roupa de presidiário, uma ciclofaixa na cabeça e uma radar embaixo do braço. No momento em que foram inflar o boneco, que custou R$ 6,8 mil, segundo o MBL, os ativistas perceberam que ele estava furado. O jeito foi deixá-lo de joelhos.

"O boneco é uma sátira ao prefeito Fernando Haddad (PT). O MBL é contra a indústria da multa em São Paulo e diminuição da velocidade nas vias. Os radares visam roubar o cidadão", afirma o estudante Paulo Batista, integrante da coordenação do MPL paulista.

O vereador Paulo Fiorilo, presidente municipal do PT, diz que o objetivo da redução da velocidade máxima em várias vias da capital foi reduzir o número de acidentes e melhorar e dar fluidez no trânsito.

"A motivo que eles alegam é muito frágil e vai na contramão do que acontece no mundo. A avaliação da redução da velocidade é positiva. Esse boneco já faz parte da disputa eleitoral", diz o dirigente petista. O prefeito Fernando Haddad deve disputar a reeleição em 2016.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS: