MUNDO
25/09/2015 19:42 -03 | Atualizado 26/01/2017 22:52 -02

4 fotos poderosas que mostram a triste realidade do racismo nos Estados Unidos

Foi lançada uma nova campanha para ajudar a difundir a verdade sobre o racismo nos Estados Unidos.

No dia 7 de setembro, Moise Morancy, do bairro do Brooklyn, em Nova York, tuitou a hashtag #ItDoesntMatter (#Nãofazdiferença) ao lado de quatro fotos dele mesmo. O tweet não incluiu outras palavras, mas expressou muita coisa.

CREDIT: STEFAN TROTMAN

CREDIT: STEFAN TROTMAN

CREDIT: STEFAN TROTMAN

CREDIT: STEFAN TROTMAN

Nas duas primeiras fotos Morancy posou como “formando universitário” e “membro de uma gangue”. Para a terceira foto ele vestiu um terno; na última, representou um detento. Um elemento em comum chama a atenção em todas as fotos: a corda amarrada no pescoço de Morancy, sobreposta a uma bandeira americana. Em algumas das fotos Morancy está com lágrimas nos olhos.

O ator e ativista de 20 anos explicou que a ideia de fazer as fotos lhe veio em um sonho, quando viu imagens dele próprio enforcado com uma bandeira dos Estados Unidos, representando cada uma das pessoas retratadas na campanha. Ele sentiu que a experiência o deixou com uma “mensagem forte” a compartilhar.

“Não importa qual é sua profissão”, ele disse ao Huffington Post. “Na América, não interessa até que ponto você faz sucesso na vida. Se você é uma pessoa de pele mais escura, a vida será muito mais difícil para você.”

Perguntado por que optou por lançar sua campanha com um único tuite que incluiu apenas uma hashtag e algumas fotos, ele respondeu: “Quero que as imagens falem por elas mesmas”.

Os usuários do Twitter reagiram ao efeito poderoso das fotos.

Adoro esta campanha #ItDoesn’t Matter. Seu diploma & emprego não conseguem mascarar sua pele e o ódio que ela pode inspirar.

Um retrato poderoso das realidades do racismo na América hoje. #ItDoesntMatter https://twitter.com/moisemorancy/status/641070177958916096

Não posso sequer começar a explicar o quanto isso é forte! #ItDoesntMatterhttps://twitter.com/moisemorancy/status/641070177958916096

Morancy já se manifestou contra o racismo outras vezes, não apenas como ator mas também por meio da música. Quando tinha 18 anos ele trabalhou em um episódio de “Law and Order: SVU”, representando um personagem inspirado em Trayvon Martin, e descreveu a experiência como traumática.

“Foi quando George Zimmerman estava sendo absolvido”, ele disse ao HuffPost. “Fiquei revoltado quando isso aconteceu. Quebrei móveis em minha casa. Eu diria que aquela foi a primeira vez em que aconteceu algo que realmente iluminou a realidade para mim. Eu não entendia como aquele indivíduo com uma arma de fogo podia matar uma pessoa desarmada e ainda ser julgado inocente.”

Morancy espera, com sua campanha, gerar um impacto e conscientizar outras pessoas sobre a realidade do racismo na América de hoje.

“Eu já tive essas conversas”, comentou. “Tipo ‘se eu vestir um terno, não vão me atacar’. Mas Martin Luther King Jr morreu de terno e Trayvon Martin foi abatido usando agasalho com capuz. Não faz diferença. Roupas diferentes, mas pele igual.”

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS:

Este artigo foi originalmente publicado pelo HuffPost US e traduzido do inglês.

Eleições nos EUA
As últimas pesquisas, notícias e análises sobre a disputa presidencial em 2020, pela equipe do HuffPost